16 fev 2013 - 18h23

Coutinho decide e Atlético vence a segunda

Na tarde deste sábado o Atlético recebeu a equipe do J. Malucelli no Ecoestádio, que é, também, o estádio do adversário. Visando a segunda vitória dentro da competição, a equipe dirigida por Arthur Bernardes sofreu, mas contou com a inspiração do jovem Douglas Coutinho para fazer 3 a 1 e conquistar os três pontos.

O primeiro tempo da partida foi igual. As duas equipes tiveram poucas oportunidades e quase não levaram perigo ao gol do adversário. Com vários erros, a partida foi se arrastando até os 22 minutos, quando a primeira emoção da partida ocorreu. O atacante rubro-negro Douglas Coutinho fez jogada individual pela direita, carregou a bola e tentou o cruzamento. A bola foi direto para o gol, entrando no canto esquerdo alto da baliza, abrindo o placar no Janguito. Foi o primeiro gol do jovem avante com a camisa atleticana.

Após o gol o Atlético tentou dominar a partida, atacando mais, e teve a oportunidade de marcar o segundo com Pablo, mas o atacante errou o domínio de bola e perdeu a chance. E a máxima do futebol se fez presente: quem não faz, toma.

Aos 40 minutos a equipe do J. Malucelli levantou a bola por duas vezes na área atleticana. Na segunda, Bruno Batata não perdoou e mandou para o fundo das redes defendidas por Santos. O empate por 1 a 1 se manteve até o final da primeira etapa.

Gols e vitória

O segundo tempo teve início com o adversário atacando. Na primeira jogada foi marcado impedimento, mas na segunda a zaga atleticana salvou o lance, que terminaria no gol da virada dos visitantes. A resposta rubro-negra veio aos 11 minutos, quando Pablo chutou para fora uma bola dentro da área. A bola passou próxima ao gol do J. Malucelli.

O Atlético continuou sem ter o domínio da partida e sofrendo com jogadas mais agudas do visitante. Sem conseguir chegar ao gol adversário com a bola rolando, o Rubro-Negro apostava nos escanteios cobrados pelo meia Harrison para tentar fazer seu segundo gol, sem sucesso algum.

A sorte atleticana deu mostras de que estava para mudar aos 23 minutos, quando Léo foi derrubado dentro da grande área e a penalidade máxima foi marcada. Um minuto após, Harrison partiu para a bola e deslocou o goleiro, deixando o Furacão na frente do marcador novamente. Na comemoração o jogador recebeu o cartão amarelo por ter retirado sua camisa.

Com a liderança no placar e mudanças no campo de jogo, como as entradas de Marcos Guilherme e Junior Barros, o Atlético melhorou e passou a agredir mais o Jotinha. Douglas Coutinho quase marcou seu segundo na partida em outra grande jogada, mas o goleiro Fabrício fez uma bela defesa. O segundo gol do atacante não demoraria para acontecer.

Quando o relógio marcava 33 minutos, Douglas Coutinho, inspirado no jogo, tabelou com Junior Barros, que tocou de calcanhar para o seu companheiro, e finalizou com qualidade para o fundo das redes adversárias. Terceiro gol do Furacão, que abriu uma distância segura no marcador.

A equipe administrou o placar até o final da partida, levando apenas um grande susto, em jogada que findou na defesa de Santos. Com o 3 a 1 no marcador após o apito final, o Atlético chegou a sua segunda vitória em 9 partidas e se afastou do fundo da tabela de classificação, chegando aos 11 pontos.

O próximo desafio do Furacão na competição é ninguém menos que seu maior rival, o Coritiba. O grande clássico do futebol paranaense está marcado para o próximo domingo, dia 24.

%ficha=956%



Últimas Notícias

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…