17 mar 2013 - 19h40

Bernardes: "Eles estão aprendendo a ser grandes"

Após o empate por 2 a 2 contra o Paraná Clube, na Vila Capanema, o técnico Arthur Bernardes avaliou o desempenho da equipe como positivo, mas lamentou o fato de o Furacão ter deixado escapar a vitória.

Para o técnico, os jogadores estão amadurecendo muito rapidamente e é preciso ter humildade e tranquilidade para não cometer erros. Segundo Bernardes, o objetivo do Atlético é terminar como campeão.

Com relação ao jogo, disputado num gramado em péssimas condições, o treinador rubro-negro reconheceu que o adversário foi melhor, mas viu virtudes no seu time. "Eles tiveram volume de jogo melhor que o nosso e tivemos bons contra-ataques", disse.

O técnico também destacou algumas falhas no time, que precisam ser corrigidas. "Foi um jogo muito difícil. No primeiro tempo tivemos uma atuação relativamente boa defensivamente, mas ficamos muito recuados. Estou treinando a equipe para marcar mais na frente. Também tivemos problemas na bola parada no escanteio, com o Zucchi marcando a bola", analisou.

No entanto, Bernardes ressaltou que "o gol do Coutinho foi providencial, com o vento a favor" e comentou sobre a estreia do atacante Crislan como titular: "Ele foi bem, está se adaptando ao trabalho", afirmou.

Arthur Bernardes também falou sobre a tentativa de mudar a concepção tática da equipe, que acabou sendo prejudicada pela expulsão de Léo. "No segundo tempo fizemos modificações na parte tática, com duas linhas de quatro. Foi atípico, tivemos a expulsão do Léo e com o Marquinho e 11 em campo acho que poderíamos vencer o jogo. Quando tocamos mais a bola, que é o nosso forte, criamos situações e poderíamos até ganhar, mesmo com dez", lamentou.

Porém, apesar de lamentar o resultado de empate, o comandante atleticano fez questão de ressaltar a qualidade do adversário. "Jogamos com um time maduro, dentro da casa dele, com piso adverso. Mas todo mundo está com sentimento de derrota", asseverou.

Bernardes falou ainda sobre os desfalques certos e as perspectivas para a próxima partida, diante do Toledo, na quinta-feira (21). "Nosso time tem que corrigir muita coisa, teremos algumas ausências que vão prejudicar nossa sistemática de trabalho mas temos que superar a isso. A equipe hoje se encontra num nível físico excelente."

Sobre as cobranças, Arthur disse que é preciso "ignorar esse negativismo porque futebol é assim mesmo (…) somos questionados todos os dias, por pessoas de fora e que não têm a menor noção do que está sendo feito dentro do Clube."



Últimas Notícias

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…