20 dez 2013 - 23h54

Paulo Baier não fica no Atlético em 2014

O meia Paulo Baier não deve permanecer no Atlético em 2014. A informação, confirmada nesta sexta-feira (20) pelo empresário do jogador, coloca um novo ponto final na novela de renovação de contrato com o atleta para a próxima temporada. Há dois meses, após declarações públicas de que estaria de saída do Atlético, o jogador e o clube chegaram a um acerto e confirmaram a renovação – apenas verbalmente. Agora, o caso deu uma reviravolta e o clube não deve mais acertar com o veterano jogador, de 39 anos.

“Hoje tive uma conversa com o presidente, e ele me passou que o clube não vai cumprir com a palavra e que o Baier está liberado”, informou o empresário de Baier, Neco Cirne, em entrevista ao blog da jornalista Nadja Mauad. O jogador tem contrato com o Atlético ate 31 de dezembro e, após esse prazo, vai começar a definir o seu futuro. Criciúma, Sport e Figueirense já sinalizaram intenção de contar com o jogador.

Inicialmente, o Atlético havia informado, em nota no site oficial, que teria renovado com o jogador por mais um ano – 2014 será a despedida de Paulo Baier dos gramados. O presidente do clube, Mario Celso Petraglia, também confirmou o acerto em entrevista à Rádio CAP instantes antes da partida contra o Atlético-MG, no dia 16 de outubro, na Vila Capanema.

Mas após o término no Campeonato Brasileiro, o caso deu uma reviravolta. “Não vamos renovar. A comissão técnica avaliou que ele não tem condições físicas para aguentar uma competição como a Libertadores, que exige muito”, adiantou há alguns dias o presidente do Conselho Deliberativo, Antônio Carlos Bettega.

Pedidos público para ficar e mobilização da torcida

O fim do contrato de Paulo Baier e a possibilidade do jogador sair do clube veio a público no início de outubro, após o clássico Atletiba, quando ele fez os dois gols na vitória por 2 a 1. “É um momento feliz, mas meio triste pra mim, porque fiquei sabendo num comunicado da diretoria que seria o último ano no Atlético. Não escutei ainda da voz do presidente, mas escutei de alguns diretores que conversaram com meu empresário que seria o último ano”, disse o jogador na oportunidade. Dois dias depois, o presidente Petraglia confirmou o desinteresse, em entrevista ao programa Bola da Vez, da ESPN Brasil.

A reação da torcida foi imediata. Primeiro nas redes sociais, com movimentos como #FicaPauloBaier, #RenovaBaier, #Maestro e #FicaBaier. Nos jogos do time, o coro de “Fica, Paulo Baier!” também foi uma constante. Em enquete da Furacao.com na época, 91.6% dos torcedores disseram que o vínculo com Maestro deveria ser prorrogado, contra apenas 5.4% que não concordam com a renovação – outros 3.1% não souberam responder, num total de 6 mil votos computados.

Diante das pressões, o presidente Petraglia confirmou a renovação com o atleta. "É vontade dos nossos torcedores e principalmente dos nossos sócios, que decidem a vida e o futuro da nossa instituição. A única razão fundamental da nossa nova posição, de termos revisto a decisão de não renovarmos com o atleta para 2014, foi o clamor e pedido da nossa torcida", disse na época em entrevista à RádioCAP.

Fim de uma trajetória de gols e identificação com a torcida

Paulo Baier chegou ao Atlético em 2009 e este ano se consagrou como o maior artilheiro da era pontos corridos do Campeonato Brasileiro, integrando também a seleção do campeonato pela CBF. No clube, construiu uma história de forte identificação com a torcida atleticana, que já se acostumou a cantar o tradicional coro: “Paaaaaaaaulo! Paulo, Paulo, Paulo, Paulo! É Paulo Baier” a cada vez que o experiente jogador pisava no gramado.

O meia não escondia o desejo de permanecer no Atlético, tendo como motivadores três fatores fundamentais: encerrar a carreira vestindo a camisa atleticana, disputar uma Libertadores pelo clube e poder jogar na nova Arena.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…