27 dez 2013 - 12h05

Dossiê 2013: Os meias atleticanos

Comandado por Everton e Paulo Baier, o meio-campo atleticano teve uma temporada de muita inspiração. A dupla foi destaque do Atlético no Campeonato Brasileiro, com Baier integrando a seleção do campeonato e, de quebra, alcançando a marca de vice-artilheiro do time no ano, atrás apenas de Éderson.

Confira a análise individual dos atletas do meio-campo do Furacão:

EVERTON
Uma das peças mais importantes ofensivamente no esquema tático do técnico Vagner Mancini, o meia Everton foi um dos principais destaques do time atleticano na arrancada no Brasileiro e na boa campanha na Copa do Brasil. Participou de 44 jogos (34 no Brasileiro e 10 na Copa do Brasil), marcando 4 gols. Mas se de seus pés saíram poucas bolas para o fundo das redes, ele esteve na lista dos principais assistentes de gols do time rubro-negro, além de ser o maior driblador do time na competição.

PAULO BAIER
O Maestro viveu uma temporada inspirada. Com um planejamento especial de partidas, sendo poupado em vários jogos fora de casa, fez a diferença quando esteve em campo e conduziu o Atlético na arrancada no Brasileirão e ao vice-campeonato na Copa do Brasil. Foram 36 jogos e 14 gols marcados – 10 no Brasileiro e 4 na Copa do Brasil. Individualmente, alcançou o 100º gol no Campeonato Brasileiro, sendo o maior artilheiro da era pontos corridos. Também integrou a seleção do campeonato da CBF, como um dos melhores jogadores da competição.

ELIAS
Chegou ao Atlético em julho de 2012 e foi peça importante no acesso à Série A, sendo titular no meio-campo. Pouco aproveitado na atual temporada, foi emprestado para a Ponte Preta em setembro, numa negociação que envolveu a vinda do lateral-esquerda Rodrigo Biro, que nunca chegou a estrear. Na temporada, jogou somente 11 partidas pelo Atlético (5 pela Copa do Brasil e 6 no Brasileiro), sendo 4 como titular, e marcou 1 gol.

FELIPE
Presença constante no time de Ricardo Drubscky, Felipe perdeu espaço no time com a chegada de Vagner Mancini. No total, jogou 20 partidas na temporada – 5 na Copa do Brasil e 15 no Brasileiro. Marcou 3 gols, sendo dois deles na goleada por 6 a 1 sobre o Náutico, que o credenciou à vaga de titular na decisão da Copa do Brasil, no Maracanã, quando teve uma atuação bem discreta e apagada.

FRAN MÉRIDA
Formado nas categorias de base do Barcelona, o espanhol Fran Mérida chegou em fevereiro alimentando grandes expectativas ao torcedor atleticano. No entanto, teve poucas oportunidades – foram 10 jogos no total, 4 pela Copa do Brasil e 6 no Brasileiro. Marcou um gol, na estreia como titular, na histórica vitória de virada por 4 a 2 sobre o Flamengo, no Maracanã.

MARANHÃO
Com uma temporada discreta, atuou em apenas 9 partidas. O momento de maior destaque foi no clássico Atletiba, jogando improvisado na lateral-esquerda no lugar de Pedro Botelho, sendo um dos melhores na vitória atleticana por 2 a 1.

MARCO ANTONIO
Contratado em agosto por empréstimo, vindo do Grêmio, Marco Antônio deu um bom cartão de visitas ao torcedor atleticano. Logo no terceiro jogo, marcou um gol que garantiu a vitória por 2 a 1 sobre o Santos, na Vila Capanema. Na mesma partida sofreu uma lesão na panturrilha que o afastou de alguns jogos. No total, foram 5 partidas com a camisa atleticana, com um gol.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

O que já sabíamos!

“Já se sabe que foi um erro o que aconteceu, os amistosos não terem acontecido, e não ter disputado o Estadual porque a preparação ficou…