18 fev 2014 - 0h01

Dia D para a Copa em Curitiba

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, comunicará nesta terça-feira (18) se Curitiba será mantida ou não como sede da Copa do Mundo. O anúncio final sai 28 dias após a entidade ameaçar a exclusão da capital paranaense, caso as obras na Arena da Baixada não evoluíssem. Ainda não se sabe em que momento do dia Valcke irá comunicar à imprensa sobre a decisão, provavelmente à tarde, quando chegar a Florianópolis para o Seminário Técnico de Equipes.

Antes disso, caberá a ele analisar os documentos enviados e que comprovam a evolução do estádio, as garantias dadas por prefeitura, governo do estado e clube de que o cronograma será cumprido e, por fim, o relato mais importante: conversar com o consultor de estádios da Fifa, Charles Botta, que fará pela manhã uma visita in loco na Arena para avaliar o ritmo dos trabalhos.

Avanços

Quando chegar ao estádio, Botta terá uma primeira boa impressão. Em menos de um mês, vários avanços foram observados como o plantio do gramado, que inclusive já tem aparência mais uniforme; a instalação de cerca de 15 mil cadeiras; e a quase finalização na cobertura da Arena. Há ainda outros avanços, como na fachada e áreas internas.

Outro avanço é no número de operários na obra, com um efetivo 20% superior ao encontrado em 21 de janeiro – hoje, cerca de 1.200 homens trabalham na Arena, com dois turnos fechados, sete dias por semana. Desde o fim de semana, os trabalhos se concentram na limpeza de detritos, acabamento em vestiários e espaços de circulação, instalação do sistema de som e iluminação. A expectativa é de que até um telão seja instalado antes da visita, tudo para demonstrar que a obra evolui.

Essa ofensiva nos trabalhos faz o percentual de obra acelerar – agora são 91% de trabalhos executados e a promessa de que até abril tudo será finalizado. Os maiores esforços ficarão concentrados no centro de imprensa e estacionamento, pontos considerados mais críticos. Mas a evolução na obra é evidente. “Tudo o que eles pediram para o dia 18 foi feito. Até mais”, informou o secretário estadual da Copa, Mario Celso Cunha, em tom de confiança.

Em paralelo, a Fifa também analisa a grande procura por ingressos para a sede paranaense, que só perde em número de entradas comercializadas para o Rio de Janeiro, onde será realizada a final, e São Paulo, palco da abertura da Copa. Uma nova fase da venda de ingressos está em andamento e com várias entradas sorteadas, inclusive, para os jogos da Arena.

Fonte: Folha de S. Paulo, Globoesporte.com, RPC TV e Gazeta do Povo



Últimas Notícias

Notícia

Deu tela azul, no Azuriz

Pela sexta rodada do Campeonato Paranaense o Athletico recebeu o Azuriz. E desde o início demonstrou que está em franca evolução. Já aos 4 minutos,…