24 fev 2014 - 9h00

Confira a análise tática do Vélez Sarsfield

Nesta terça-feira (25) o Furacão entra em campo pela fase de grupos da Taça Libertadores da América. O adversário será o Vélez Sarsfield, que manda os seus jogos no lendário Estádio José Amalfitani, uma das sedes da Copa do Mundo de 1978.

O Vélez Sarsfield garantiu a vaga na Copa Libertadores da América 2014 ao vencer o Campeonato Argentino 2012/13. Na tarde do último sábado, o El Fortín, apelido da equipe do Vélez, foi até Lanús para enfrentar o time da casa e acabou derrotado pela quarta rodada do Torneo Final, da temporada 2013/14. O detalhe principal desta derrota fica pelo fato do técnico José Oscar Flores ter colocado a equipe titular em campo no Campeonato Nacional, tendo apenas duas mudanças com relação ao time que venceu o Universitario, em Lima, no Peru.

Se mantiver o mesmo padrão tático que vem demonstrando nas primeiras rodadas do Torneo Final e no jogo diante do Universitario, Flores deverá deixar o time postado no 4-2-2-1-1, com Leandro Desábato e Lucas Romero como homens de marcação, Ariel Cabral e Jorge Correa devem ser os responsáveis pela armação das jogadas e irão contar com a ajuda do atacante Mauro Zárate, de 26 anos e que tem muita facilidade para jogar tanto de costas como de frente para o gol advesário. Enquanto isso, Lucas Pratto será o homem de referência do ataque argentino.

O Vélez, de Oscar Flores, que tem a base formada pelo antigo treinador, Ricardo Gareca, é conhecido por ter uma boa estrutura defensiva, sendo que nos últimos dois anos, sofreu 52 gols em 61 jogos no Campeonato Argentino, tendo um dos melhores sistemas defensivos do atual futebol argentino. Além disso, os torcedores do Vélez tem agradecido demais o retorno do atacante Mauro Zárate que, depois de seis anos, está de volta ao El Fortín.

Desde o seu retorno ao futebol hermano, Zárate atuou 13 vezes, marcando nove gols e dando três assistências, se tornando uma das principais peças ofensivas do Vélez, que deverá estar constantemente fora da área, procurando conseguir triangular jogadas em velocidade com Jorge Correa e em algumas oportunidades também com Leandro Desábato.

Escalações*:

Vélez Sarsfield: Sosa; Cubero, Domingues, Tobio e Papa; Desábato, Romero, Correa e Cabral; Zárate e Pratto.

Atlético-PR: Weverton; Sueliton, Manoel, Cleberson e Natanael; Deivid, Paulinho Dias, João Paulo e Fran Mérida; Bruno Mendes e Ederson.
*Escalações não confirmadas pelos técnicos.

Fique de Olho: Marco Zárate. O atacante argentino, recém-repatriado ao futebol argentino, vive um dos melhores momentos da sua carreira e tem uma função tática importante, auxiliando na criação e sendo um dos principais finalizadores do time argentino.

Caminho da vitória: Trabalhar com velocidade na transição defesa-ataque, para sistema defensivo argentino, que é sólido e tem um dos melhores setores do futebol sul-americano. Velocidade na troca de passes será fundamental para achar os possíveis buracos na zaga argentina.



Últimas Notícias

Hugo Moura comemora golaço marcado na Arena

Brasileiro

Volte sempre, meu vice.

Na Arena da Baixada, Athletico 4 x 2 RB Bragantino. O Athletico entrou em campo com um time bastante modificado, poupando jogadores para o confronto…