3 set 2014 - 0h01

UH CALDEIRÃOOOO!

“Uhhhhhh Caldeirãoooooo!” Nenhuma outra torcida do futebol brasileiro reverencia tanto seu estádio quanto a atleticana. Afinal, para os rubro-negros, o Joaquim Américo, Caldeirão do Diabo, Arena ou simplesmente Baixada é muito mais que um estádio de futebol, é uma espécie de templo, numa relação ainda mais próxima, ainda mais intensa com o nosso “viver Atlético”.

Depois de 2 anos e 9 meses, 1.004 dias, 89 jogos e um tour por dez estádios como mandante, em sete cidades, enfim chegou a hora de voltar pra casa! Voltar para a nova e moderna Arena, que com a nossa torcida, a nossa força, o nosso grito, tem tudo para se transformar ainda mais no temido Caldeirão!

Hoje não importa mais nada, todos os caminhos nos levam a Arena da Baixada. Vista sua velha camisa da sorte, invoque todos os santos, coloque as meias, a calça ou o boné da sorte. Logo em seu primeiro jogo com presença da torcida atleticana, a mística da Baixada é colocada à prova, já que não basta ganhar, é preciso golear. Para se classificar às quartas de final da Copa do Brasil, o Atlético precisa vencer o América-RN por quatro gols de diferença – ou repetir os 3 a 0 no placar e levar a disputa para os pênaltis.

Difícil? Sem dúvidas. Mas na integração Atlético, time, estádio e torcida, nós já viramos muitos outros desafios!

Vá à Arena, reencontre com os velhos amigos da arquibancada, conheça novos vizinhos de cadeira e, principalmente, faça parte desta grande festa. Só depende de nós fazermos o mais moderno estádio do Paraná e o melhor estádio do Brasil virar o nosso velho e conhecido Caldeirão! Hoje o lema é um só: vai ter festa na Baixada!!!



Últimas Notícias