25 out 2014 - 16h17

Atlético joga bem, mas perde no Maracanã

Um dia antes da eleição que definirá quem governará o Brasil pelos próximos quatro anos o Atlético foi até o Rio de Janeiro para enfrentar a equipe do Fluminense, no Maracanã. Em uma partida muito disputada

Jogo igual no primeiro tempo

Desfalcado do artilheiro, e herói das últimas partidas, Cléo e do xerifão Gustavo, o técnico Claudinei Oliveira teve que fazer mudanças na equipe. Na defesa, Cleberson foi deslocado para a direita e Willian Rocha substituiu Gustavo, enquanto que no ataque Dellatorre foi centralizado e Marcos Guilherme começou pelo lado esquerdo do campo. Bady foi, novamente, o meia de ligação do time.

A marca da primeira etapa foi a igualdade entre as equipes. Ao contrário da partida frente ao Criciúma no meio de semana, quando o Rubro-Negro se defendeu muito, o Atlético não ficou atrás e “peitou” o Fluminense. A dupla Marcelo, pela direita, e Marcos Guilherme, pela esquerda, foram os atletas mais incisivos.

No início da partida Marcos Guilherme fez grande jogada, dessa vez pela direita, e deu um tapa certeiro para Dellatorre, que cabeceçou tirando do goleiro, mas Diego Cavaliei se recuperou e fez uma grande defesa. Pouco depois Fred obrigou Weverton a fazer uma defesa parecida. Então as equipes se alternaram nas chances de gol, com o Fluminense apostando nos chutes de fora da área e nas bolas aéreas, e o Furacão usando as velocidades das pontas para chegar dentro da área adversária.

Antes do apito final Marcelo ainda teve duas boas oportunidades, a primeira em jogada pessoal e a segunda em outro lance de Marcos, mas não conseguiu finalizar do jeito correto.

Domínio, gols e derrota

O segundo tempo teve um início diferente de toda a partida, pois, foi o único momento em que o Fluminense foi melhor. Aproveitando este início a equipe da casa abriu o placar. Sueliton deu muito espaço para Carlinhos, que tinha acabado de entrar, e este cruzou para um Wagner livre da marcação de Natanael testar para o fundo das redes.

Após o gol o Atlético teve um pequeno período de queda no seu desempenho enquanto o Fluminense se manteve igual, mas após este período todo o restante do segundo tempo foi do Atlético. Com o domínio da posse de bola e das ações, o Rubro-Negro partiu pra cima. Cleberson teve uma boa oportunidade, mas o zagueiro cortou em cima da linha, enquanto Marcelo perdeu outra boa chance.

Sentindo o bom momento, Claudinei resolveu mexer na equipe. Porém, sua mudança acabou atrapalhando. Saiu Dellatorre para a entrada de Douglas Coutinho, e com isso Marcelo foi jogar na ponta esquerda enquanto Marcos Guilherme recuou. A equipe manteve o domínio, continuou chegando, mas o futebol tanto de Marcelo quanto de Marcos caíram e a verticalidade da equipe acabou sofrendo.

O jogo se encaminhava para o final quando Cleberson, após cobrança de falta, cabeceou com força para o gol, sem chances para Cavalieri. Pouco depois do gol de empate, com os jogadores atleticanos ainda festejando, o Fluminense chegou pela esquerda e Fred recebeu a bola entre quatro jogadores do Atlético, que apenas olharam o atacante finalizar. A bola saiu quicando no gramado e enganou Weverton, que já estava caído, sacramentando, assim, a derrota atleticana.

Agora, o Rubro-Negro volta para Curitiba após dois jogos fora para enfrentar seu xará mineiro, às 19h30 do próximo domingo, dia 02.

%ficha=1079%



Últimas Notícias