O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
30 out 2014 - 16h54

Cartolas e empresários ou será empresários cartolas?

Depois da Lei Pelé o futebol brasileiro virou um celeiro de empresários, tem de tudo, até empresário de jogador dente de leite (era assim nos velhos tempos) hoje categoria infantil, que o diga o Corinthians que perdeu uma jovem promessa e jovem mesmo, só tem onze anos de idade, para o exterior pelas mãos de um empresário.

Já exibiram reportagens sobre o assunto onde jogadores jovens sonham e começar a carreira profissional nas ligas europeias e não no futebol brasileiro e nem nos clubes que os estão formando. Isso é terrível para o futebol nacional, para mim é a mesma coisa que deixarem contrabandear pedras preciosas e riquezas das mais diversas naturezas para o exterior.

E neste contexto, hoje entendo porque nós levamos aquela sapecada da Alemanha na Copa, e futuramente se não houver mudanças na Lei Pelé ou outra que a substitua e de aos clubes o direito de negociar ou não os seus jogadores. Se continuar como está, nós até poderemos em um breve futuro ver o Brasil nem se classificar para um mundial. Pois os nossos jovens jogadores vão para Europa se profissionalizam e alguns até mudam de nacionalidade ou ficam com dupla nacionalidade. Alguns até volta a jogar no Brasil, outros nem volta e acabam incorporando seleções adversárias a nossa, fora que o talento fica para eles e para o nosso futebol o ônus.

Portanto eu não sei se são os cartolas os grandes culpados pela má gestão do futebol brasileiro, se são os empresários que somente atendem os seus interesses financeiros ou são ambos juntos.

Mas isso tem que acabar e um bom exemplo para mim é o da Federação Alemã de Futebol que administra em parceria com o Governo Alemão sua entidade futebolística e os resultados nós vimos e sentimos na pele na Copa do Mundo do Brasil.

Só fiz este texto para lembrar que Douglas Coutinho, Nathan, Marcelo, Edgar Junior e tantos outros revelados pelo CAP estão seguindo este caminho sem volta como foi dos que hoje retornaram ao Brasil e jogam em outras agremiações, depois de jogarem na Europa na idade ideal para um bom jogador de futebol.

E neste contexto, muda Brasil, muda CAP, pois futebol só gera receita com craques e jogadores de excelência em campo, o resto com show de luta livre é um besteirol sem tamanho e campo de futebol não foi feito para espetáculos diversos a não ser para o futebol bem jogado.



Últimas Notícias