2 nov 2014 - 21h23

Sai pra lá, assombração!

No duelo de Atléticos neste domingo (2), o Rubro-Negro levou a melhor sobre o xará mineiro e praticamente garantiu sua permanência na Série A em 2015. Com um gol relâmpago de Paulinho Dias, antes do primeiro minuto de jogo, o Furacão conquistou mais uma vitória dentro de casa e chegou aos 43 pontos no Campeonato Brasileiro, abrindo nove pontos para a zona do rebaixamento.

Como um verdadeiro Furacão, o Atlético se lançou ao ataque logo no início e, depois da saída de bola, Marcelo recebeu na direita e tocou para Mário Sérgio que, dentro da área, tentou cruzar; a zaga afastou, mas a bola sobrou para Paulinho Dias, que chutou de primeira e contou com o desvio em Edcarlos para matar o goleiro Giovanni e abrir o placar na Arena da Baixada.

Depois de sofrer o gol logo no primeiro lance de jogo, o Galo tentou reagir e foi em busca do empate, mas o Rubro-Negro marcava bem e conseguia impedir o rival de levar perigo à meta de Weverton. Aos poucos, o time de Claudinei Oliveira retomou o controle da partida e, aproveitando a vantagem no placar, passou a trocar passes com tranquilidade.

Já o Galo continuava buscando o empate, mas sem muita efetividade. Aos 17, Diego Tardelli arriscou o chute da entrada da área, mas mandou a bola por cima do gol de Weverton. Na resposta, Bady chutou de fora da área aos 21, mas a bola bateu na zaga e ninguém aproveitou o rebote. Aos 27, Luan recebeu em boa condição e tentou tocar por cima de Weverton, mas o arqueiro rubro-negro estava esperto e conseguiu defender. Aos 35, Tardelli cruzou para Carlos, que errou a cabeçada e desperdiçou boa chance do alvinegro mineiro. Três minutos depois, Alex Silva recebeu na direita, chutou para o gol, mas o arqueiro atleticano estava ligado e fez tranquila defesa.

Na etapa final, o Atlético voltou com uma postura defensiva, enquanto o Galo buscava o empate. Aos cinco minutos, Leonardo Silva teve a melhor oportunidade do Galo no jogo. Em cobrança de escanteio, o zagueiro alvinegro se jogou de peixinho para cabecear a bola em direção ao gol, exigindo grande defesa de Weverton.

Um minuto depois, o Furacão deu o troco com Mário Sérgio, que acertou belo chute da direita, mas a bola passou por cima da meta de Giovanni. Porém, durante todo o segundo tempo, nenhuma das equipes conseguiu criar grandes chances de gol. Com uma marcação implacável, o Furacão não correu nenhum risco e o Galo, apesar de pressionar em busca do empate, pouco fez.

Ao final, a vitória por 1 a 0 sobre o xará mineiro, além de ampliar a vantagem rubro-negra no confronto dentro da Arena, praticamente garantiu a permanência do Furacão na elite do futebol brasileiro. Com 43 pontos, o Atlético ocupa agora a 9ª posição e está a nova pontos do Coritiba, o primeiro time da zona do rebaixamento, faltando apenas seis jogos para o fim do campeonato.

%ficha=1080%



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…