12 nov 2014 - 9h49

Ex-atleticanos na final da Copa do Brasil

Se em 2013 a torcida atleticana estava ansiosa pela final da Copa do Brasil, vide o clube ser um dos finalistas ao lado do Flamengo, este ano a decepcionante eliminação logo na primeira rodada diante do América de Natal deixa o torcedor rubro-negro como mero espectador da final mineira da competição, entre Atlético Mineiro e Cruzeiro.

O xará alvinegro possui como ex-atleticano somente o lateral esquerda Pedro Botelho em seu elenco. O treinador Levir Culpi teve passagens pelo Furacão, em especial em 2004 quando comandou o clube na campanha do vice Campeonato Brasileiro.

Já o Cruzeiro possui quatro atletas que já defenderam o rubro-negro em seu elenco. Alguns como o goleiro Fábio sequer jogaram no profissional uma partida oficial e outros tiveram passagens apagadas como o atacante Willian, hoje um dos destaques do campeão brasileiro. Entretanto há outros dois jogadores formados na base do Furacão e com mais histórias para contar.

O atacante Dagoberto veio do PSTC e logo se destacou nas categorias de base do Atlético. Ainda novo subiu para o time principal e não demorou muito para brilhar. Tido como uma das joias mais valiosas do CT do Caju foi idolatrado pela torcida, mas desde sua conturbada saída para o São Paulo vive um caso de ódio com o fanático torcedor atleticano. Se por um lado teve frustrado seu sonho de jogar no futebol europeu, conquistou diversos títulos brasileiros.

O outro jogador é o zagueiro Manoel, saído este ano do clube também após desentendimentos com a direção. Um dos poucos jogadores que se destacou e firmou-se no time de cima nos últimos anos, sempre mostrou muita disposição física, às vezes em excesso, o que lhe custou diversos cartões por suas entradas duras e por vezes despropositadas.

Manoel fez boas temporadas destacando-se em 2010 quando ainda muito jovem formou um ferrolho defensivo junto com Rhodolfo e Chico, além do jovem goleiro Neto. Além de 2010, em 2013, quando ao lado do veterano Luiz Alberto, Manoel ajudou na campanha do vice da Copa do Brasil e a classificação em 3º lugar que levou o Furacão a Libertadores da América deste ano.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Jogo da vida

Por curiosidade, fui verificar qual a possibilidade da queda do CAP para a segunda divisão, e apresentou 16.4%, preocupante em vista que estamos num bolo…

Fala, Atleticano

Flertando com a ZR

Como já disse, estou feliz por ser Bicampeão Sulamericano e estar na final do Copa do Brasil, mas, deste jeito não dá. Ontem mais uma…