20 jun 2015 - 14h03

Cinco pontos fortes e de atenção para o Furacão no clássico

Tem uma máxima no futebol que diz: “clássico é clássico”. Em Curitiba, dá perfeitamente para adaptar a frase e nunca é demais lembrar: “Atletiba é Atletiba”. Por isso, apesar do forte apelo emocional do jogo para o lado rubro-negro no primeiro Atletiba da nova Arena e a grande motivação dos torcedores nas arquibancadas – com expectativa de público recorde no estádio em jogos do Atlético – aliada à excelente campanha inicial do Rubro-Negro no Brasileirão, a Furacao.com enumerou cinco pontos fortes e cinco cuidados especiais que o Atlético e todos os atleticanos devem ter para o clássico deste domingo. Confira:

PONTOS FORTES DO ATLÉTICO PARA O CLÁSSICO:

1- CAMPANHA DO FURACÃO NO BRASILEIRO:
O Atlético iniciou o Brasileiro como um verdadeiro Furacão. Foram cinco vitórias em sete jogos e o excelente aproveitamento de 71,4% – vice-líder na tabela, com um ponto a menos que o São Paulo. Se vencer o clássico e os paulistas tropeçarem contra o Avaí, o Furacão volta à liderança, posto que já ocupou na 4ª, 5ª e 6ª rodadas. Outro fator positivo é a campanha atleticana em casa até aqui: foram quatro jogos, 100% de aproveitamento e nenhum gol sofrido, com vitórias sobre Internacional (3 a 0), Atlético-MG (1 a 0), Figueirense (1 a 0) e Vasco (2 a 0).

2- JOGO EM CASA, COM INTENSA MOBILIZAÇÃO DA TORCIDA:
O clássico de domingo é especial para os atleticanos. Afinal, é o primeiro Atletiba na nova Arena, o que gerou uma intensa mobilização da torcida, com expectativa de público recorde em jogos do Atlético no estádio, além de mosaico e recepção com luzes, fogos e fumaça aos jogadores na Arena. A torcida Os Fanáticos também apresenta novas músicas, que vão estrear na Baixada no domingo.

3- PROMESSA DE WALTER EM FAZER UMA “BAITA PARTIDA”
Principal reforço do Atlético na temporada, o atacante Walter não balança as redes desde a primeira rodada do Brasileirão – quando marcou um nos 3 a 0 sobre o Internacional. Depois da derrota para o Grêmio, o atacante não se intimidou, fez uma autocrítica e prometeu: “pode ter certeza que no domingo vou fazer uma baita de uma partida.”

4- EXCELENTE FASE DA NOSSA DEFESA:
O sistema defensivo do Atlético é destaque neste início de Brasileirão. Com Weverton no gol, Kadu e Gustavo na zaga e Eduardo e Natanael nas laterais, nossa defesa é a terceira melhor da competição até aqui, sofrendo cinco gols em sete jogos. Na Baixada, além de 100% de aproveitamento do time em quatro jogos, o Atlético ainda não sofreu gols.

5- NÃO PERDEMOS ATLETIBA NA BAIXADA PELO BRASILEIRO HÁ 15 ANOS:
Desde 2000 o Atlético não perde clássico Atletiba na Baixada em jogos válidos pelo Brasileiro. A última derrota foi no dia 20 de agosto de 2000, por 3 a 1, com gols de Reginaldo Araújo, Alexandre e Daniel para o Coritiba e Lobatón para o Atlético. De lá para cá foram disputados outros sete Atletibas na Baixada pelo Brasileirão, com quatro vitórias do Atlético e três empates. Como mandante, o Furacão também não perde há 15 anos contra o rival pelo Brasileiro, vencendo os clássicos de 2013 na Vila Capanema por 2 a 1 e de 2014 por 2 a 0, no Willie Davids, em Maringá, quando a Arena estava fechada para as obras da Copa do Mundo.

PONTOS DE ATENÇÃO:

1- NÃO TRANSFORMAR VONTADE EM ANSIEDADE:
A atmosfera do clássico na Baixada, com amplo apoio da torcida atleticana ao time, tem que ser bem interpretada pelos atletas rubro-negros. Por isso será muito importante ao Atlético controlar os ânimos e não transformar vontade em ansiedade.

2- DIFICULDADES DE CRIATIVIDADE NO MEIO-CAMPO:
O Atlético ainda não encontrou seu camisa 10 ideal na temporada e sente dificuldades na criatividade. Tanto que a arma mais fatal do time tem sido explorar os contra-ataques em velocidade e a equipe tem sofrido quando depende da criação no meio para armar as jogadas.

3- AUSÊNCIA DO NOSSO PRINCIPAL ARTILHEIRO:
A falta que Nikão faz é um fator que precisa ser driblado pelo Furacão no Atletiba. Artilheiro da equipe no Brasileirão, com três gols, o atacante levou o terceiro cartão amarelo e é o grande desfalque do time para o jogo. Para seu lugar, o técnico Milton Mendes não divulgou o substituto, com Felipe, Cléo, Giovanni e Edigar Junio disputando a vaga.

4- ESTREIAS NO OUTRO LADO:
O Coritiba tem novidades para o clássico, com o meia Lúcio Flávio fazendo sua estreia na equipe. Além dele, outra cara nova que deve estar no banco é o atacante Kleber, que pode entrar no decorrer da partida. O atacante Marcos Aurélio, que voltou ao clube recentemente e estreou na última rodada, fará seu primeiro jogo como titular. E no banco de reservas o técnico Ney Franco comanda a equipe pela segunda vez no campeonato – estreou na derrota por 1 a 0 para o Flamengo.

5- ATENÇÃO ESPECIAL COM OS EX-ATLETICANOS:
O clássico marca o reencontro da torcida atleticana com o volante João Paulo, que é torcedor atleticano mas no começo do ano se transferiu para o Coritiba. Além dele, Marcos Aurélio e o técnico Ney Franco tiveram passagens pelo Furacão. Por isso, vale uma atenção especial dos jogadores do Furacão à dupla de ex-jogadores e do ex-treinador do Atlético, hoje no rival.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…