13 set 2015 - 21h06

Mendes lamenta revés, mas diz que Atlético segue na luta

Mais uma vez, o Atlético desperdiçou a chance de pontuar contra um time que briga nas últimas posições do Campeonato Brasileiro. Diante do Vasco da Gama, no Maracanã, o Rubro-Negro foi apático neste domingo (13) e, depois de sofrer gols no início de cada tempo, não teve forças para reagir e acabou derrotado por 2 a 0.

Ao final da partida, o técnico Milton Mendes concedeu entrevista e reconheceu que o resultado não foi o esperado:

"Realmente, não era o resultado que pretendíamos e almejávamos. Mas encontramos também uma equipe muito determinada, que fez um gol cedo. Levar um gol aos cinco minutos do primeiro tempo e depois aos três do segundo tempo desmonta qualquer estratégia", comentou.

O treinador esclareceu o motivo da substituição de Ewandro ainda no primeiro tempo:

"Queria que ele usasse a velocidade que utilizou no jogo contra o Atlético Mineiro. É um campo grande, bom. As coisas não andavam bem. Tentei mudá-lo para o meio, para o lado direito, e nenhuma das três posições fluiu. Então, optei pela entrada do Hernández, porque estávamos perdendo por 1 a 0 e precisávamos agredir o adversário e ir para cima", ponderou.

Mendes ainda falou sobre as trocas realizadas na segunda etapa:

"No segundo tempo, com a entrada do Dellatorre, queria que ele ganhasse mais aproximação ao Walter. Conseguimos em alguns momentos. Quando estávamos perdendo por 2 a 0, arrisquei um pouco mais, com a puxada do Marcos Guilherme para a ala, porque eles não tinham ninguém jogando do lado de lá. O Marcos Guilherme jogou livre. Com a entrada do Ytalo, era mais um atacante, para finalizarmos melhor", explicou.

Mas apesar da sequência de maus resultados (o Rubro-Negro não vence há três partidas e tropeçou diante de adversários que brigam para não cair), o técnico atleticano acredita que a equipe continua na briga por uma vaga na Libertadores:

"Estamos a três pontos do G4. Continuamos na nossa luta. Um campeonato é feito de momentos. É importante estarmos todos muito equilibrados", concluiu.

Em busca da reabilitação no Brasileiro, o Furacão entra em campo na quarta-feira (16), contra o Grêmio, no Couto Pereira.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Jogo da vida

Por curiosidade, fui verificar qual a possibilidade da queda do CAP para a segunda divisão, e apresentou 16.4%, preocupante em vista que estamos num bolo…

Fala, Atleticano

Flertando com a ZR

Como já disse, estou feliz por ser Bicampeão Sulamericano e estar na final do Copa do Brasil, mas, deste jeito não dá. Ontem mais uma…