24 set 2015 - 0h09

Torcida protestou contra desempenho do time

A bola nem havia rolado na Arena para o jogo contra o Brasília e o clima no estádio já era tenso. Visivelmente descontente com o rendimento da equipe – que vinha de uma sequência de cinco partidas sem vitórias – a torcida atleticana protestou muito antes do jogo. Os pouco mais de 10 mil torcedores presentes no estádio dispararam gritos como “tem que ter raça para jogar no Furacão” e “vamos correr, vamos suar, senão o bicho vai pegar”.

Instantes antes do jogo começar, ao invés de tradicionalmente saudar um a um os atletas escalados para o jogo, o torcedor optou em homenagear os atletas campeões Brasileiro em 2001, citando inclusive o nome do técnico Geninho.

Na saída do intervalo, diante da péssima apresentação da equipe no primeiro tempo, os torcedores mais uma vez vaiaram, pediram por raça e gritaram “vergonha!”. E nem mesmo o gol de Hernández, que garantiu a vitória por 1 a 0, livrou o time de mais críticas e vaias ao apito final.



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…