27 set 2015 - 13h10

Vergonha!

Jogando contra a equipe da Ponte Preta na manhã desse domingo (27), a equipe atleticana novamente não conseguiu apresentar um bom futebol durante os 90 minutos e acabou derrotada em plena Arena da Baixada, por 2 a 1.

Apesar de um bom primeiro tempo, no qual criou inúmeras oportunidades de abrir o placar, a equipe pecou novamente no setor defensivo e acabou levando o primeiro gol da partida, logo aos 14 minutos de jogo, gol anotado por Biro Biro.

Impondo seu bom futebol, principalmente com os jogadores Bruno Mota e Ewandro, o Furacão conquistou o empate ainda na primeira etapa. Aos 29 minutos, após belo cruzamento de Ewandro, a bola chegou até Marcos Guilherme, que ajeitou na medida para Bruno Mota empatar o jogo. A partir do gol até o final do primeiro tempo, o time atleticano continuou perdendo oportunidades de virar a partida e o jogo ficou em igualdade.

Veio o segundo tempo e como em quase todas as partidas, a equipe atleticana caiu muito de rendimento e, consequentemente, já não conseguia chegar ao ataque com a mesma eficiência. Melhor para a equipe campineira que, aos 18 minutos do segundo tempo, chegou ao segundo gol. Biro Biro, após bela jogada individual pela direita, colocou a Ponte novamente na frente do placar.

A partida prosseguiu com o Furacão tentando de maneira ineficaz o gol de empate e também teve tempo para Borges perder um gol inacreditável embaixo da trave. Com a derrota, o Rubro-Negro chegou ao sexto jogo seguido sem vitórias no Campeonato Brasileiro.

O CRAQUE: Biro Biro, o atacante da macaca fez os dois gols da partida e contribuiu para a vitória da Ponte Preta.

A TIRIÇA: Setor defensivo atleticano. Mais uma vez a defesa atleticana falhou em momentos cruciais do jogo, colaborando e muito para mais um derrota do Furacão.

OS GOLS

14’/1º: BIRO BIRO – Após cruzamento na área, a bola sobrou nos pés do camisa 11 da Ponte Preta, que não desperdiçou.

29’/1º: BRUNO MOTA – Após boa jogada de Sidcley e Ewandro pela esquerda, o atacante atleticano cruzou a bola na medida para Marcos Guilherme, que arrumou de cabeça para Bruno Mota dominar no peito e empatar a partida da Arena da Baixada.

18’/2º: BIRO BIRO – Em jogada individual pela esquerda, o atacante deixou a defesa atleticana em reação e marcou o seu segundo gol na partida.

PRÓXIMOS JOGOS: São Paulo (fora), Cruzeiro (casa), Corinthians (casa).

%ficha=1138%



Últimas Notícias