19 nov 2015 - 0h04

Técnico elogia poder de reação da equipe

Se o empate em 3 a 3 com o Palmeiras, na noite desta quarta-feira (18), na Arena da Baixada, não foi um resultado bom para o Atlético, que segue na área intermediária da tabela, ao menos demonstrou o poder de reação da equipe no placar. A avaliação é do técnico Cristóvão Borges, que resumiu a partida como “emocionante”.

"Um jogo de 3 a 3 e viradas é emocionante”, disse, reconhecendo que o empate sofrido nos instantes finais causa uma sensação de frustração aos atleticanos. “Para nós, fica uma sensação ruim do empate, depois de conseguir virar o jogo. De qualquer forma, a equipe mostrou poder de reação. Ainda não tinha tido este tipo de comportamento, isso é muito importante", avaliou.

Os erros defensivos do lado do Atlético foram outra marca do jogo, mas o técnico preferiu elogiar a postura da zaga no primeiro tempo. "No primeiro tempo, tivemos dificuldades de reter a bola, mas estávamos bem posicionados e conseguimos nos defender muito bem".

No segundo tempo, Cristóvão chamou a atenção nas substituições – primeiro por trocar o zagueiro Kadu pelo também zagueiro Ricardo Silva e depois por chamar Deivid, mesmo com o time perdendo, mudando a alteração em cima da hora para a entrada de Ewandro, autor de dois gols. "Ele [Ricardo Silva] é um jogador rápido e forte. Quis observar ele nesta partida. Foi um momento importante e um teste bom para ele", justificou. "A entrada do Ewandro foi para ter uma ‘puxada’ de contra-ataque com velocidade", acrescentou o técnico.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…