12 dez 2015 - 19h37

Urnas eletrônicas foram usadas pela primeira vez

O processo eleitoral que define o próximo presidente do Furacão para o período de 2016 – 2019 contou, pela primeira vez no Paraná, com urnas eletrônicas no processo de eleição de um clube de futebol. As urnas foram cedidas pela junta eleitoral responsável pela condução do pleito. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que emprestou o recurso, garantiu que o sistema é à prova de fraudes. Além das 20 urnas eletrônicas cedidas, uma única urna manual foi disponibilizada para quem conseguiu o direito de votar por liminar, já que não haviam possibilidades de registrar mais sócios nas urnas eletrônicas.

Além do Atlético, o Santos e o Corinthians também já haviam utilizado as urnas em suas eleições. Ao todo, 5.566 sócios participaram do pleito, foi o maior número de eleitores em toda a história do Furacão.



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…