23 mar 2016 - 23h45

Finalista da Primeira Liga!

Nada como um dia após o outro. Se no último domingo o Atlético saiu derrotado dentro de casa no Atletiba, pelo Campeonato Paranaense, nesta quarta-feira o Furacão se redimiu ao vencer o Flamengo, na semifinal da Primeira Liga. O jogo aconteceu em Juiz de Fora, a mando do Flamengo, onde o Furacão venceu o rubro-negro carioca por 1 a 0, com um golaço de Marcos Guilherme, aos 16 minutos do segundo tempo. A final da Primeira Liga vai ser disputada contra o Fluminense, no dia sete de abril, com mando de campo dos cariocas.

O Jogo

O primeiro tempo começou com o Flamengo dono da posse de bola e buscando o ataque, enquanto o Furacão ficava somente na defesa. Aos 14 minutos,William Arão seguiu com liberdade pelo lado direito e arriscou um chute cruzado de média distância, que passou muito perto da meta de Wéverton. Aos 18 minutos, o Flamengo voltou a descer com perigo pelo lado direito, desta vez, com Juan, que cabeceou bola cruzada por Alan Patrick e por pouco não marcou. Já no fim da primeira etapa, o Atlético começou a buscar mais o ataque e ter a posse de bola, porém, sem conseguir uma grande chance de abrir o marcador.

Na segunda etapa, o Furacão mudou de postura e conseguiu pressionar o Flamengo nos contra-ataques. Logos aos sete minutos, Walter recebeu de Pablo e chutou à meia altura em cima de Paulo Vitor. Aos 16 minutos, Marcos Guilherme recebeu bola na esquerda, cortou para o meio e chutou no angulo de Paulo Vitor, abrindo o placar para o Atlético. O Furacão ainda teve chances de ampliar, em dois contra-ataques puxados por Marcos Guilherme, aos 31 minutos e aos 43 minutos, mas Pablo não conseguiu superar Paulo Vitor em ambos os lances. O Flamengo, por sua vez, não se encontrou em campo desde que precisou correr atrás do resultado, e pouco perigo levou para Weverton.

DESTAQUE POSITIVO: Além de fazer o gol, Marcos Guilherme foi a principal arma do Furacão nos contra-ataques.

DESTAQUE NEGATIVO: O ex-atleticano Marcelo Cirino prometeu um grande jogo e não negou comemorar caso marcasse em cima do Furacão. O jogador, que entrou somente no segundo tempo, pouco fez durante a partida

O GOL
Marcos Guilherme, aos 16 minutos do segundo tempo – O meio campista atleticano pegou a bola no lado esquerdo, cortou para o meio e chutou colocado no ângulo de Paulo Vitor. O chute foi indefensável.

%ficha=1167%



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…