20 abr 2016 - 9h20

Equipes jogam com mesmo sistema de jogo

Posse de bola, manutenção do controle de campo evitando-se dar os famosos chutões para frente e velocidade na jogada lateral. A formatação do 4-5-1, famosa e utilizada por algumas das principais seleções europeias vem fazendo a cabeça dos treinadores brasileiros, em especial depois dos banhos táticos sofridos pela seleção canarinho na Copa de 2014.

Com essas características, Atlético e Fluminense entram em campo na noite de hoje, quando decidem a Copa da Primeira Liga em partida única na cidade de Juiz de Fora, interior mineiro.

Com um meio de campo mais povoado, as equipes jogam com a "defesa alta", ou seja, muito além da linha da grande área, deixando o adversário constantemente em impedimento. Ambas as equipes contam com somente um atacante de ofício, Walter pelo Atlético e Magno Alves pelo Fluminense, com ambos tendo habilidade e qualidade para segurar essa bola lá na frente enquanto aguardam a chegada dos meias de velocidade.

A principal diferença fica nas funções desempenhadas pelos meias. A provável escalação do Fluminense tem Diego Cavalieri; Jonathan, Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre, Cícero, Gerson, Gustavo Scarpa e Osvaldo; Magno Alves. Assim sendo, existem três jogadores com função de volante, enquanto no Atlético somente Otávio e Jadson possuem tal característica, sendo, em tese, uma equipe mais ofensiva.



Últimas Notícias