3 maio 2016 - 15h12

Hernani levou amarelo por comemorar com a torcida

O árbitro Rafael Traci advertiu o meia Hernani com cartão amarelo no clássico Atletiba porque ele comemorou seu gol, o terceiro da goleada do Atlético sobre o Coritiba por 3 a 0, juntamente com os torcedores atleticanos.

Esta foi a explicação fornecida por Traci na súmula do jogo: "por comemorar seu gol abraçando os torcedores". Logo depois, Hernani cometeu uma falta no campo defensivo, foi novamente advertido e acabou levando o cartão vermelho. A expulsão prejudicou o Atlético, que ficou com um jogador a menos durante 20 minutos. Mais grave ainda, Hernani não poderá participar do último jogo do Estadual.

A advertência a jogador por comemorar com a torcida não se fundamenta nas regras do futebol. A FIFA orienta os árbitros a não advertirem os atletas nessa situação. A CBF orienta que o atleta deve ser advertido se subir em escada para chegar perto aos torcedores. Confira a explicação do ex-árbitro Salvio Spínola Fagundes, atual comentarista de arbitragem da ESPN:

A Fifa orientou os árbitros que atuaram na Copa do Mundo para não considerar a escada de acesso do campo às arquibancadas como alambrado e, portanto, não mostrar cartão amarelo para jogadores que sobem as escadas na comemoração de gol.

A CBF orientou os árbitros de forma diferente, subir na escada é considerada conduta antidesportiva, que na regra, a ação é para cartão amarelo. Abaixo a íntegra do texto da circular da CBF aos árbitros:

"Nos estádios que tenham escadas de segurança, os atletas devem ser orientados por seus clubes para não subir nelas para comemorar gols, pois isso caracteriza conduta antidesportiva."

Ocorre que, ao contrário do que se passa no Maracanã, Fonte Nova e outros estádios, na Arena da Baixada não existem escadas de segurança para ligar o campo de jogo às arquibancadas. Portanto, não há o menor fundamento para a advertência ao atleta por essa comemoração. Hernani somente chegou perto da torcida, dentro do gramado.

O técnico Paulo Autuori questionou duramente a conduta do árbitro Rafael Traci: "Não entendi o lance do amarelo ao Hernani. Ele fez gol e não saltou as placas, não tirou a camisa, não fez nada. Não podemos tirar o brilho do futebol. Mas isso acontece quando querem ficar acima dos verdadeiros protagonistas do futebol".



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…