7 maio 2016 - 22h21

Vamos, ó meu Furacão!!!!

“Vamos, Rubro-Negro, com garra e com raça!!!” Em forma de canto, a torcida atleticana já ditou o ritmo do Atletiba deste domingo (08), que vale o título de Campeão Paranaense 2016. Um domingo que começa diferente, especial, afinal, é dia de Atletiba, dia que todos nós ficamos diferentes, mais apreensivos, concentrados, mais atleticanos!

É dia que as horas custam para passar e que todos os caminhos e pensamentos levam a um único lugar: o território adversário, Couto Pereira. A partir das 16 horas, nada mais importa: o coração e a torcida atleticana estarão ligados lá, em campo com 11 guerreiros e nas arquibancadas 4 mil representantes de uma nação inteira, que sabe que nada está ganho e por isso canta e ordena: vamos lutar por mais esta taça com garra e com raça.

Em campo, o Atlético leva uma grande vantagem: por ter vencido o primeiro confronto por 3 a 0, pode até perder por dois gols de diferença que garante o título – se perder por três gols de diferença, leva a decisão para os pênaltis. Mas durante toda a semana, torcedores e o próprio técnico Paulo Autuori decretaram: nada está ganho!

Para o Atlético, são 90 minutos que valem muito mais que o título: vale conqusitar o Estadual depois de sete anos, voltar a vencer um Atletiba no Couto Pereira depois de oito anos e dar a volta olímpica na casa do rival depois de 23 anos. Não, não é apenas um jogo, apenas um clássico, apenas uma final…. tem muita coisa em jogo neste domingo, por isso a sua torcida é fundamental, seja no estádio ou em casa com a família e os amigos. Este domingo pode entrar para a história do Atlético, por isso VAMOS, Ó MEU FURACÃO… QUERO GRITAR CAMPEÃO!!!!



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Resumão

Resolvi escrever o texto somente hoje… Depois do jogo do Ceará, em que o time fez uma boa partida, curiosamente não foi comandado por Felipão…

Fala, Atleticano

Expectativa

Pois é, o que tenho agora é uma expectativa em relação ao futuro do CAP neste ano. Mudamos de técnico, alguns jogadores chegaram, outros foram…