4 ago 2016 - 0h08

De camisa nova, Walter é artilheiro

A vida do atacante Walter mudou nesta temporada, quando ele deixou sua tradicional camisa 18 de lado para usar a camisa 19, desde a vitória contra o Fluminense, no dia 24 de julho. De lá para cá, o atacante entrou em três jogos e marcou três gols, sendo os dois últimos na vitória desta quarta-feira, contra o Corinthians, por 2 a 0, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Supersticioso, na época em que decidiu trocar sua numeração, Walter disse que não iria revelar os motivos da troca, mas que iria sair da seca de gols. Até aquele momento, o jogador só havia balançado a rede duas vezes neste ano.

“Vou usar a 19 a partir de domingo se der tempo ou quarta-feira contra a Chapecoense. Mas a 18 não vai ser mais. É coisa minha. Não posso falar. É coisa minha, do clube. Vou deixar reservado aí para nós. Não posso (falar). Eu mesmo que dei um tempo com a 18”, disse.

A estreia do jogador com a nova camisa foi contra o Chapecoense, pela partida de volta na Copa do Brasil. Walter marcou o gol no empate em 1 a 1 contra os catarinenses, em Chapecó, que classificou o Furacão às oitavas de final da competição.

Contra o Corinthians, pelo Brasileiro o jogador abandonou de vez a maré de azar ao marcar duas vezes, aos 31 minutos e aos 41 minutos do segundo tempo. O primeiro veio após lançamento de Paulo André, quando o atacante aproveitou corta luz de Pablo e chutou de esquerda. O segundo veio após bela jogada de Lucas Fernandes, que após percorrer todo o lado direito do campo, serviu o atacante dentro da área.

Após a partida contra o Timão, Walter comemorou a fase artilheira e agradeceu o clube, mas negou revelar o motivo de sua superstição com o novo número.

“Acho que a zica saiu. Tenho que agradecer ao presidente, agradecer a Deus por esses dois gols, que dedico a minha filha Catarina. É isso que me dá forças e essa torcida também. O segredo da camisa 19 ainda que vai continuar. Tenho que agradecer o presidente, isso é coisa nossa”, finalizou, sem explicar se mencionava o dirigente Mário Celso Petraglia ou Luiz Sallim Emed.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Jogo da vida

Por curiosidade, fui verificar qual a possibilidade da queda do CAP para a segunda divisão, e apresentou 16.4%, preocupante em vista que estamos num bolo…

Fala, Atleticano

Flertando com a ZR

Como já disse, estou feliz por ser Bicampeão Sulamericano e estar na final do Copa do Brasil, mas, deste jeito não dá. Ontem mais uma…