4 ago 2016 - 0h26

Organizadas buscam Estatuto do Torcedor contra proibições

O atrito entre a diretoria atleticana e as torcidas organizadas ganhou mais um episódio nesta quarta-feira (04), na partida contra o Corinthians, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Desta vez, não só a Torcida Organizada Os Fanáticos foi alvo da fiscalização da diretoria do Furacão, que proíbe materiais e adereços alusivos às torcidas organizadas dentro da Arena, mas também a torcida organizada do Corinthians, Gaviões da Fiel. As duas organizadas citaram o Estatuto do Torcedor para se defender.

Antes mesmo de a bola rolar, a desavença entre as duas partes começou. O Atlético divulgou uma nota sobre as proibições, explicando também para a torcida paulista sobre a postura do clube a cerca das torcidas organizadas. Após isso, tanto a Fanáticos quanto a Gaviões da Fiel alertaram para um artigo do Estatuto do Torcedor que permite a presença das torcidas organizadas dentro dos estádios no Brasil.

A Gaviões da Fiel, em nota oficial, se posicionou dizendo sobre o Estatuto e criticando Mário Celso Petraglia, dirigente atleticano. “Infelizmente, sob os mandos e desmandos do dirigente Mário Celso Petraglia, a festa no estádio vem sofrendo um verdadeiro atentado. E o que mais nos assusta, é perceber que tais proibições vão de encontro com o próprio Estatuto do Torcedor (art. 13-A), que diz que somente pode ser impedida a entrada de uma torcida organizada, identificada como tal, diante de decisão judicial – o que não aconteceu nesse caso”, diz a nota.

Já a Fanáticos se posicionou divulgando o artigo do Estatuto em sua página do Facebook, e sua bateria entrou camuflada com papeis TNT de cor vermelha dentro da Arena. Os membros e torcedores que quiseram entrar no estádio com os adereços típicos tiveram conhecimento sobre o Estatuto, sendo que alguns foram barrados.

De acordo com Renato Martins, relações públicas da organizada, os torcedores que foram barrados foram instruídos a fazer seus questionamentos sobre o Estatuto do Torcedor na Delegacia de Proteção ao Consumidor para registrar a sua queixa. “Vale lembrar que todo atleticano que se sentir lesado de alguma maneira, deverá registrar a sua queixa junto ao órgão responsável”, explicou.



Últimas Notícias

Torcida

Uma nova Aurora para o Furacão

A partida entre Athletico e Maringá realizada no último sábado, na Arena da Baixada, pela 3ª rodada do Campeonato Paranaense, foi um marco na vida…