23 ago 2016 - 0h00

Equilíbrio marca confronto entre Atlético e Grêmio

Quando Atlético e Grêmio se encontram pela Copa do Brasil, a certeza é de um jogo equilibrado e imprevisível, pelo menos no que diz respeito ao retrospecto do confronto pela competição. Desde a primeira edição da competição, em 1989, os clubes se encontraram em duas ocasiões, com uma eliminação para cada lado.

Em 1996, o Grêmio cruzou o caminho do Atlético logo nas oitavas de final. No jogo de ida, em Curitiba, empate por 1 a 1 no dia em que o rubro-negro comemorava 72 anos de existência. Na volta, em Porto Alegre, vitória do time gaúcho por 3 a 0, decretando o fim da participação atleticana naquela edição.

Dezessete anos depois, em 2013, o duelo aconteceu pela fase semifinal, com o Furação garantindo vaga na final após vencer o primeiro jogo por 1 a 0, na Vila Capanema, e segurar o empate em 0 a 0 na partida de volta, na Arena do Grêmio.

Em 2013, após passar pelo tricolor, o Atlético foi o vice-campeão do torneio e a partida contra os gaúchos, em Porto Alegre, ficou marcada pela declaração do atacante atleticano Ederson, ao fim do jogo, em recado para a imprensa gaúcha, que questionava o reconhecimento dos jogadores atleticanos. “Prazer, aqui é Atlético”, respondeu o jogador aos jornalistas.

Confira o gol, marcado por Dellatorre, em 2013, que deu a classificação ao Atlético na Copa do Brasil, contra o Grêmio:



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…