10 set 2016 - 15h05

Atlético tem o segundo pior ataque do Brasileirão

Com apenas um gol em cinco rodadas, o Furacão conseguiu se igualar ao Figueirense e tem ataque melhor apenas que o América-MG. O único gol foi marcado contra o Botafogo, e o rubro-negro soma apenas 21 gols. A defesa é o único setor que funciona bem.

O principal atacante do time, André Lima, não balança as redes desde julho, no 3 a 0 contra o Cruzeiro. Os autores dos últimos gols do Furacão são Hernani e Walter, que foi negociado para o Goiás.

Segundo o zagueiro Paulo André, a crise ofensiva se deve a saída de Walter e Vinicius e a tentativa da diretoria de trazer novos jogadores. Para ele, as novas peças ainda precisam se adaptar, além do elenco ter muitos jogadores jovens que sofrem com a pressão da torcida e a crise interna do clube.

O zagueiro ainda criticou a falta de investimento da diretoria em jogadores e que isso também pesa na má atuação. “Acho que é um momento mais delicado para a gente dizer que vai brigar pelo G4. O Nikão e o Deivid são jogadores que fazem muito falta, são experientes, que conseguem reter a bola e espero que voltem logo para nos ajudar. Temos mais 15 partidas para chegar lá. Ninguém vai disparar. Vamos devagar. Mas futebol é investimento, não foge de ter um elenco qualificado e numeroso. Isso é botar dinheiro. Com certeza a folha (de pagamento) do Atlético é uma das mais baixas do campeonato e isso se reflete neste segundo turno”, disse.

No jogo contra o Figueirense ficou claro que a equipe não possui um setor de criação ofensivo e assim o ataque não finaliza. Atuando bem no início do campeonato, o Atlético vive agora o pior momento do Brasileirão. A equipe precisa acertar o passe antes que a briga pelo G4 vire agora uma luta contra a ZR.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Jogo da vida

Por curiosidade, fui verificar qual a possibilidade da queda do CAP para a segunda divisão, e apresentou 16.4%, preocupante em vista que estamos num bolo…

Fala, Atleticano

Flertando com a ZR

Como já disse, estou feliz por ser Bicampeão Sulamericano e estar na final do Copa do Brasil, mas, deste jeito não dá. Ontem mais uma…