11 set 2016 - 18h48

Autuori destaca recuperação de jovens dentro da partida

Depois da vitória de virada contra o Internacional, por 2 a 1, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Paulo Autuori destacou a capacidade de a equipe reagir frente ao placar adverso do início do jogo, já que a equipe tomou um gol no primeiro minuto de partida, mas conseguiu virar com dois gols de Pablo. Outro ponto mencionado pelo técnico foi a juventude da equipe que, segundo suas palavras, está suscetível a oscilações dentro da partida.

Em entrevista coletiva após o fim do jogo, o treinador começou a falar sobre a importância da reação da equipe, mas destacou que o time não deve acreditar sempre nesta tática para sair vencedor.

“A equipe pode reagir. Aquilo que cobramos é uma atitude forte mentalmente, não se deixar abalar. Em situações como essa (tomar um gol no primeiro minuto), você se perde, mas tomamos conta do jogo depois. O que não podemos é ficar sempre reagindo”, disse.

De acordo com Autuori, o momento em que a equipe tomou o gol foi motivado pela oscilação e desatenção dos jogadores durante a partida. O técnico argumentou que isso acontece porque os jogadores são jovens e fez uma comparação com a última partida contra o Figueirense, em que o Furacão saiu derrotado.

“Nós temos um grupo muito jovem, essa oscilação dos jovens é normal. Nosso objetivo contra o Figueirense era uma equipe experiente e acabamos perdendo. Mas os rapazes deram uma resposta positiva. Nos não temos uma equipe pronta, mas uma ideia, às vezes conseguimos por em prática e outras não. São momento delicados, o importante é passar por eles com calma e atitude como tivemos hoje”, explicou.

O treinador também comentou que o time se encontra em um momento crucial dentro da competição e que a próxima partida, contra o Santa Cruz, definirá se o Atlético brigará na parte de cima ou de baixo da tabela.
O próximo jogo pelo Campeonato Brasileiro é contra o Santa Cruz, na quarta-feira (14), às 21h00, no Arruda.



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…