7 out 2016 - 11h40

Autuori critica torcida e Fanáticos faz carta em resposta

O atrito entre a torcida e a diretoria atleticana chegou também ao comando técnico do clube. Na última quarta-feira (05), em entrevista coletiva após a vitória por 3 a 1 contra a Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro, o treinador Paulo Autuori criticou os torcedores que vaiaram o dirigente Mário Celso Petraglia. Os protestos ocorreram depois dos gols do jogo e foram motivados principalmente pela decisão de transferir o Atletiba para a Vila Capanema. A Torcida Organizada Os Fanáticos, que foi proibida de ir ao estádio com seus materiais típicos e não se relaciona diretamente com o clube desde abril deste ano, fez uma carta em resposta ao treinador.

Autuori disse que a atitude da torcida de vaiar situações extracampo e determinados jogadores durante o jogo poderia acarretar em uma derrota da equipe. "Sei o quão determinante e importante é o apoio da torcida. Ela não nos fez perder o jogo porque tivemos força mental. A própria torcida do time joga para trás. Se não querem que a equipe ganhe, avisem-nos. É inadmissível fazer o que parte da nossa torcida faz com alguns jogadores que fazem parte desse grupo, que estão nos ajudando a fazer a campanha que estamos fazendo. Agradeço o apoio, mas desejo que haja uma reflexão. Nenhum de nós gosta de quem fica em cima do muro que são oportunistas", disse.

O treinador ainda explicou que seu discurso era uma chamada para reflexão: "Quando eu sinto que a própria torcida joga a equipe pra trás, e jogou pra trás, só não conseguiu porque os jogadores foram fortes. Depois do 2 a 1 fizeram aquilo que queremos e nós quantas vezes já viemos aqui agradecer a torcida? Depois do 2 a 1 fez um espetáculo, ajudou a equipe a ser forte e a fazer o terceiro gol. Não é uma crítica, é uma chamada à reflexão”, explicou.

Logo em seguida, o técnico falou que este tipo de atitude o faz se sentir desmotivado. "Minha vontade é ir embora quando vejo que a torcida joga para trás. Depois do 2 a 1 foi o que nós queremos", finalizou.

Já a Torcida Organizada Os Fanáticos publicou em seu site, na última quinta-feira (06), uma carta em resposta ao treinador. A nota elogiou o seu trabalho, mas criticou a atitude perante os torcedores. Confira a íntegra:

CARTA EM RESPOSTA A PAULO AUTUORI
“O ATLÉTICO NOS UNE, E A UNIÃO NOS FORTALECE” – a faixa que por opção da direção do Atlético foi barrada ontem pede a união de todos os atleticanos em prol de um único objetivo – O CLUBE ATLÉTICO PARANAENSE. esta faixa, não é alusiva a Torcida os Fanáticos e não faz incentivo a violência, porém, mesmo assim ela foi barrada. O Senhor tem se mostrado ser um grande profissional e vem tendo bons resultados a frente do Atlético, com certeza uma das grandes contratações que o Furacão fez para esta temporada. Porém….
1º) “Chamada a Reflexão” – sim ela se faz necessária, mas para que a diretoria do Atlético vem fazendo com a paixão do seu torcedor, jogo após jogos convivemos com desmandos, vivemos sendo marginalizados e como insistimos em dizer, a Diretoria atual do Rubro Negro simplesmente não aceita dialogar conosco, nem mesmo um ofício enviado na última segunda feira e de conhecimento de todos os atleticanos foi respondido. Ofensas ocorrem durante o jogo? SIM, mas talvez o Sr. não tenha visto do vestiário, mas durante o intervalo o Clube também faz uso do telão para dizer que nossa torcida irá acabar. Trégua, seria ótimo, mas lembre-se que um “tratato de paz” depende de 2 lados para ser assinado;
2º) Jogando junto, nós, torcedores do Atlético Paranaense transformamos o Caldeirão em um verdadeiro inferno para qualquer adversário, como o Senhor deseja, inclusive Edilson Capetinha e Leonardo Moura já afirmaram em entrevistas que o nosso Caldeirão era o estádio mais difícil de se jogar, pois TEMIAM a nossa torcida; Lembre isto a seus superiores, eles não devem se lembrar deste fato. Nunca deixamos de jogar junto! Em um passado recente, tivemos que acompanhar o Clube no Janguito, Vila Capanema, Ponta Grossa, Paranaguá e Maringá e mesmo assim não abandonamos o Furacão. MCP inclusive chegou a dizer que “nós eramos os sócios mais fiéis do Clube, que neste quesito éramos exemplos!” ;
3º) Protagonismo é de Torcedor: muito estranho esta frase, afinal, segundo entrevistas de Mário Celso Petraglia, o espetáculo está dentro das 4 linhas e o que fazemos na arquibancada não pode ofuscar o jogo, este é um dos motivos que vem sendo usado para nos barrar;
4º) Querem a ajuda do Torcedor: nós também queremos ajudar! Queremos fazer festas na arquibancada como somente o Atleticano sabe fazer!!! Então assim como o senhor pede reflexão, nós pedimos nos deem liberdade para torcer!!! Será que o Senhor sabe que este ano, o Clube tem a menor média de público no Brasileiro desde a reabertura da Arena pós Copa do Mundo, mesmo tendo esta campanha? Será que o Senhor já se perguntou o motivo?
5º) Se perdesse o jogo seria culpa da Torcida??? – E todo o seu aproveitamento dentro de casa, é fruto apenas da grama sintética???
6º) Lembre-se Autuori que horas antes do jogo o Clube divulga que jogaremos simplesmente o maior clássico do estado fora de nossos domínios, na Vila Capanema, que não comporta todos os sócios atleticanos, aqueles mesmos que foram chamados de “MENTIRA” com faixas por todo o estádio. Isto porque o Clube marcou a 6 meses um show em mesma data do clássico, mesmo já tendo conhecimento sobre a tabela do campeonato que foi divulgado 60 dias antes do começo da competição – e ainda, afirma que a culpa de ter de jogar fora de casa, é do rival e da CBF que não aceitam mudar a data do jogo. Isto, para nós é claramente a “sindrome do homer simpson” que diz: a culpa é minha e eu coloco ela em quem eu quiser!
Finalizamos dizendo que o momento é de reflexão, nós já afirmamos e voltamos a reafirmar que estamos dispostos ao diálogo, a resolver este impasse, para que possamos voltar ao estádio e voltar a torcer como sabemos ou em suas palavras “saber torcer melhor”, então agradecemos estas palavras, pois elas mostram o quanto a festa no estádio faz falta – cabe a diretoria do Atlético enxergar isto. Lembre-se o Senhor, que atualmente o Clube conta com 2 Torcidas Organizadas, e NENHUMA está levando baterias ao estádio, será que o Senhor sabe realmente o motivo pelo que isto está ocorrendo?



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…