29 nov 2016 - 9h32

Tragédia da Chapecoense abala o futebol mundial

A tragédia da queda do avião da Chapecoense abalou o futebol mundial nesta terça-feira (29/11). O acidente na Colômbia é o maior desastre aéreo na história do futebol. Morreram mais de 20 jogadores do time catarinense, que disputaria a final da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira. Havia 81 pessoas a bordo e há confirmação de 75 mortos.

Dentre as vítimas, estão profissionais que passaram pelo Atlético. O ex-técnico Mário Sérgio, que dirigiu o Furacão em 2001, 2003-2004 e 2008, morreu no acidente. Ele era comentarista da Fox Sports e estava no voo com outros colegas, como Victorino Chermont e Paulo Clement.

Além dele, o meia Cléber Santana passou pelo Rubro-Negro em 2011 e também foi vitimado no acidente.

Um outro jogador da Chapecoense que jogou pelo Atlético e estava no voo é o lateral-esquerda Alan Ruschel, que é um dos sobreviventes da tragédia.

Outras vítimas são o técnico Caio Júnior, com passagens pelo futebol paranaense, e o presidente da Federação Catarinense e vice-presidente da CBF Delfim Peixoto.



Últimas Notícias

Notícia

Deu tela azul, no Azuriz

Pela sexta rodada do Campeonato Paranaense o Athletico recebeu o Azuriz. E desde o início demonstrou que está em franca evolução. Já aos 4 minutos,…