20 fev 2017 - 16h35

Atlético e Inter ainda discutem troca de jogadores

Internacional e Atlético acertaram-se na liberação de Marcelo Cirino. O Colorado cede Eduardo Henrique aos paranaenses pelo direito e ter o primeiro ano do atacante de 25 anos. Mas a necessidade de pagamento pela ampliação do vínculo trava o anúncio em Porto Alegre. Uma divergência financeira impede que o atleta seja imediatamente confirmado.

A negociação é tratada como ‘encaminhada’ pela direção do Inter. O mesmo vale no Rubro-Negro, que analisa apenas uma forma de receber pelo vínculo que possui com Cirino.

O jogador tem contrato de empréstimo com o Flamengo e 50% dos direitos ligados a Doyen Sports. O Colorado já entrou em acordo com estas duas partes do negócio, arcará com o pagamento que o Fla teria que fazer aos investidores e comprará 20% dos direitos econômicos dele.

Com Cirino também já há um acerto salarial e de premiações para os próximos dois anos. Contudo, este período traz o único empecilho a ser vencido: pagamento ao Atlético-PR.

Pelo repasse do empréstimo de 2017 (atualmente no Flamengo), o clube da capital paranaense receberá Eduardo Henrique também emprestado. O volante de 21 anos terá salários pagos pelo Internacional, que quer usar tal valor para abater a quantia almejada pelo Atlético-PR para o segundo ano. Isso porque o time vermelho e preto tem vínculo com Cirino também em 2018 e pretende outro valor para mantê-lo no Colorado.

"Eu acho que com bom senso chegaremos a um acordo", disse o presidente do Conselho Deliberativo do Altético-PR, Mário Celso Petraglia, à Rádio Gaúcha.

A divergência sobre valores referentes a 2018 não é grande. Uma reunião na terça-feira deve ser definitiva para selar o acordo e o jogador finalmente ser anunciado pelo Internacional, numa negociação que já dura quase dois meses.



Últimas Notícias

Brasileiro

Desastre aéreo no Maracanã

O Athletico foi massacrado pelo Flamengo, que impôs 5 a 0, ao natural, nesse domingo(14), diante de 62 mil pessoas, no Maracanã, pela 22ª rodada…