O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
24 fev 2017 - 16h25

Ao Clube Atlético Paranaense e interessados

Diante dos últimos acontecimentos temos que sair da condição de vítimas, traçar estratégias urgentes para nos defender momentaneamente, e depois contra-atacar.

Por obra do destino ficamos responsáveis para liderar uma ofensiva contra o atua sistema, tal qual a Lava Jato, visando justiça e princípio de equivalência para melhorar o nível de competitividade e quem sabe alterar o curso da história do futebol brasileiro.

Vamos repensar algumas atitudes da nossa diretoria, principalmente na “estratégia” adotada de não participar das reuniões da CBF e FPF e outras, assim como também nas relações que temos com outros clubes brasileiros.

Percebam que estamos dando mole, analisem as consequências imediatas por estas e outras atitudes:

• Não permitir que as equipes adversárias de fazer pelo menos um treinamento antes dos jogos em nosso campo, ou no gramado sintético do CT.

• Não participaram do congresso técnico realizado na CBF, que decidiu sobre a proibição do gramado sintético e outros assuntos importantes.

Nossa diretoria limitou-se a enviar apenas um preposto (advogado), assim como fez na reunião que definiu as cotas da Primeira Liga e outras reuniões importantes como nos arbitrais da FPF.
Isto propiciou que outros clubes seguissem a petição oportunista do mau caráter Eurico Miranda (15 votos contra 5 a favor).

Além do Palmeiras, Sport e Bahia que votaram favorável, tem outros clubes insatisfeitos com a CBF, a Primeira Liga é um bom exemplo desta insatisfação. Temos nossas divergências com estes clubes em relação às cotas, mas também temos outras demandas afins.

Para lidar com este sistema precisamos de bom senso e um pouco de malandragem no sentido de agregar, devemos buscar mais aliados, não dá para confiar somente no Coxa, a qualquer momento eles podem roer a corda.

Vamos buscar novas alianças, inclusive com os clubes insatisfeitos com a CONMEBOL. Temos que pensar grande, entrar de vez neste jogo político sem abandonar nossos valores.

P.S.: Penso que muito destas medidas possam estar sendo tomadas, mas como nossa diretoria não é muito de informar seus sócios e torcedores, fica a dica.



Últimas Notícias