15 mar 2017 - 22h23

Atlético mudou sistema de jogo contra San Lorenzo

O Atlético mudou um pouco o seu sistema de jogo na vitória contra o San Lorenzo, por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Nuevo Gasómetro. O Furacão acrescentou um volante a mais no lugar do lesionado Carlos Alberto. No início do jogo, a proposta do técnico Paulo Autuori surtiu efeito, mas no decorrer da partida, o time apresentou os mesmos defeitos que tem assustado os torcedores nos últimos jogos da Libertadores.

A formação inicial do Atlético foi idêntica a partida contra o Universidad Católica, na semana passada. A única diferença é que, no lugar do meia-armador Carlos Alberto, o volante Matheus Rosseto entrou para compor o meio de campo. O argentino Lucho Gonzalez manteve seu posicionamento como volante e o time teve segurança e boas jogadas de contra-ataque no primeiro tempo. O resultado disso foi o primeiro gol e diversas outras oportunidades perdidas, principalmente no tempo inicial.

No entanto, o Furacão apresentou os mesmos defeitos dos últimos jogos. No segundo tempo, o argentino Lucho caiu de rendimento e se mostrou cansado, o que resultou na perda de volume de jogo do Atlético. O San Lorenzo, a exemplo de todos os adversários do Atlético no torneio, abusou das jogadas laterais, principalmente em cima de Sidcley, pela esquerda, e Weverton teve de trabalhar em diversos cruzamentos.

Já no final do jogo, Autuori promoveu a entrada de Wanderson no lugar de Rosseto e o Atlético voltou a jogar com três zagueiros, a exemplo do jogo contra o Universidad, mas desta vez, o time não sofreu gols nos últimos minutos.



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…