O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
18 jul 2017 - 22h35

Os ‘não intensivos’

O Atlético, dentro de suas limitações, até fez uma boa apresentação. Não dá para exigir mais do que foi com este elenco.

Perder não era justo, mas ganhar também seria demais. Um pênalti não marcado compensado pelo gol do Otávio. O gol do Jonatham valeu o ingresso.

Que o Corinthians talvez não tenha entrado com aquela disposição usual até poder ser, mas o Atlético não se intimidou e nos primeiros dez minutos até dominou completamente o jogo.

Não sei se já é resultado das orientações do novo técnico, mas percebi uma postura diferente.

Fabiano vai cobrar intensidade dos atletas e quem não se adaptar está fora. Isto quer dizer que vai cobrar garra, vontade de disputar uma bola, disposição.

Com esta característica já temos três candidatos a “não intensivos”.

Começa com o Pablo. A enganação do rapaz já vem me dando náuseas há meses. Contra o Corinthians, além dos inúmeros passes errados, dois lances de envergonhar um atleta profissional. O chute a gol, que eu acho que chutou a grama, causou até indignação do Lucho. O outro lance foi na lateral batendo a bola no seu calcanhar e indo para fora. Ridículo. Nem peladeiro de final de semana chega a tanto.

Dirão que está com problemas pessoais. Então dispensem o rapaz e não o coloquem para jogar, porque o seu grau de “intensidade” ou ‘vontade’ está tão baixo que vai ser o primeiro a ser mandado para o sub-20. Aliás, sempre foi assim. Nunca me convenceu.

O outro é o trapalhão do Douglas Coutinho, que apesar de uma leve melhora, ainda não tem efetividade nenhuma para o time. É completamente inofensivo em termos de ataque e se sua função é marcar gols, segue o mestre Grafite em inoperância.

O terceiro é o Lucho Gonzáles. Faz de conta que marca, mas só de longe. Errar passes é sua especialidade. Já percebeu que se for dominar a bola e carregá-la vai ser facilmente desarmado, preferindo tocar de primeira, o que faz com que erre 90% dos passes.

Com a falta de empenho destes três e se houver coerência no que disse o técnico, creio que não deveríamos vê-los nos próximos jogos, mas em futebol tudo é possível.
O Sidcley deve abrir o olho também, pois se vai muito bem no ataque, é através dele que saem todos os gols dos adversários.

Li que estão trazendo dois reforços; Ribamar e o chileno Estevan. Boa noticia, mas se não contratarem urgentemente mais jogadores; para a lateral esquerda, armação e ataque vamos para a cucuia com certeza.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…