O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
7 out 2017 - 19h35

ASSOCAP e os atleticanos

Li o texto que o senhor Edson escreveu, mas fiquei na dúvida pela forma como está dando sentido ao assunto. A impressão que fica que a ASSOCAP está ao lado dos sócios e dos atleticanos não sócios, e que apoia o movimento dos atleticanos em acabar com essa falácia que está se transformando o CAP.

Se eu estiver errado no meu entendimento, peço desculpas ao Edson, mas fico feliz em saber que os atleticanos estão se voltando as causas do CAP como em 1995, já chega da gente ficar ouvido nas rodas de amigos que somos um clube de ‘dono’, porque não somos e também aproveito a ocasião e digo que respeito as opiniões contrárias ao que escrevi no texto ‘ Carta de um falastrão’, pois sei que alguns o admiram e também já o admirei em um passado bem recente. Mas não posso aceitar o que hoje está sendo feito no CAP, a briga sem razão com os torcedores, até entendo que tem o lado econômico na história, mas é o prejuízo que se tem que arcar muitas vezes.

Só que sem a torcida o CAP em campo parece um morto vivo, não consegue sair da zona morta para alegrar a sua torcida. E isso é muito importante para os jogadores que sempre esperam o apoio do torcedor com sua alegria. Realmente hoje em dia ir a Arena é a mesma coisa que ir ao cemitério. Um ‘silêncio’ triste que contamina os jogadores em campo.

Escrevo este texto para esclarecer que o Petraglia tem sua história no CAP, mas está história não pode ser maior que a história do CAP como alguns que me questionaram tentam colocar em seus argumentos. Eu não aceito, mas respeito. Pois para mim o CAP é muito maior que o Petraglia, que seus antecessores e sucessores.

E em respeito ao CAP e aos seus 94 ANOS de existência, é que eu quero o meu CLUBE ATLÉTICO PARANAENSE com a alegria da torcida em suas arquibancadas como sempre foi e deveria ser agora, e provavelmente depois desta manifestações, acredito que virá a ser novamente.

Portanto vamos ser ATLETICANOS e não petraglistas, pois o Clube Atlético Paranaense é muito MAIOR que as pessoas que lá estão, que já foram ou serão seu futuros comandantes.

É como parte do hino nos diz ‘até a morte’ e isso é muito mais forte do que ser um admirador do Petraglia. Sou atleticano até os meus últimos dia de vida, e pelo CAP eu ratifico que apoio o movimento para salvar o CAP do ‘silêncio triste’.

Uma observação: Potencial Construtivo LEI N° 9.803
de 03 de janeiro de 2000, e seus artigos esclarece o uso deste, Art. 2º. A transferência total ou parcial de potencial construtivo também poderá ser autorizada pelo Poder Público Municipal, como forma de indenização, mediante acordo com o proprietário, nas desapropriações destinadas a melhoramentos viários, equipamentos públicos, programas habitacionais de interesse social, programas de recuperação ambiental, e na subutilização de potencial construtivo por limitações urbanísticas, de imóveis situados no Setor Estrutural.

Não sou dono da razão, mas pelo artigo não vejo onde se encaixa o potencial construtivo na construção da Arena e até porque a FOMENTO PARANÁ foi subsidiária do BNDES para os empréstimos realizados ao CAP S/A. E isso é para mim recursos públicos, já que origem de capitalização destes recursos era de um banco público.

Então se tem que esclarecer de fato como está a situação do contrato tripartite e como será resolvido o impasse que todos tem conhecimento.

Abraços aos atleticanos que querem um CAP livre e guerreiro novamente e aos outros atleticanos também, pois todos somos da mesma casta futebolística.



Últimas Notícias