11 out 2017 - 23h16

"É o futebol", diz Fabiano Soares

Depois de mais um tropeço do Atlético dentro de casa, o técnico Fabiano Soares concedeu entrevista e avaliou o desempenho de sua equipe. Para ele, o resultado de empate aconteceu porque o time não foi capaz de "matar o jogo" quando pode:

"Conseguimos fazer dois gols e acho que criamos várias ocasiões. Poderíamos ter ‘matado’ o jogo logo no primeiro tempo. É o futebol", disse.

O treinador reconheceu que faltou malandragem ao Atlético, que não soube administrar a vantagem depois de ter conseguido a virada:

"Faltou saber jogar nestes momentos. Era uma equipe que só jogava nas transições", avaliou.

Vaiado e xingado de "burro" quando fez as substituições, Soares tratou de explicar suas opções:

"As substituições, para quem estava no campo, foram bem claras. O Lucho teve cãibras, o Gedoz já não podia e o Ribamar estava exausto. Acho que todos viram o cansaço desses jogadores", justificou, sem dizer por que optou por quem entrou no lugar deles.

Por fim, o técnico rubro-negro projetou um time e uma estratégia diferentes para o próximo confronto, diante do São Paulo, que acontece no sábado (14), no Morumbi:

"Agora pensarei no São Paulo, a partir desta noite. É uma estratégia diferente, não tem nada a ver com este jogo", concluiu.



Últimas Notícias

Hugo Moura comemora golaço marcado na Arena

Brasileiro

Volte sempre, meu vice.

Na Arena da Baixada, Athletico 4 x 2 RB Bragantino. O Athletico entrou em campo com um time bastante modificado, poupando jogadores para o confronto…