6 nov 2017 - 21h02

Autuori garante permanência de Soares se ficar em 2018

Gestor de futebol no Atlético, Paulo Autuori revelou uma das primeiras providências caso se mantenha no clube no próximo ano: a permanência do técnico Fabiano Soares no comando do time principal. A decisão foi revelada em entrevista ao Blog De Prima, do Lance!, divulgada no último sábado (04).

“Falar de 2018 é complicado porque meu contrato com o clube termina agora, em dezembro. Também estou a pensar sobre que vai ser o meu futuro. Tenho algumas propostas para sair, voltar a ser técnico fora do Brasil, mas há um interesse do clube”, ponderou, antes de anunciar que se ficar, Soares também fica: “Logicamente, ficando aqui eu tenho autonomia. E o futuro não tem que ser mudado em nada. Há de se ter continuidade. Não vou fazer alguma coisa da qual eu sou crítico. Vou sempre dar apoio. Os técnicos têm que parar de ser os únicos culpados. Vou trabalhar nesse sentido.”

Responsável pela gestão de todo futebol atleticano, que envolve desde o sub-14 até o profissional, Autuori explicou a proposta de unificar a filosofia do futebol atleticano num mesmo conceito. “A ideia do clube é ter um futebol do clube, como um todo. Queremos utilizar as mesmas práticas em todas as categorias, respeitando a pedagogia de cada idade. O jovem da sub-14 é tratado pelos mesmos fisioterapeutas, no mesmo lugar, é tudo integrado”, explicou. “Foi uma ideia que eu tive: todas as comissões técnicas estão no mesmo espaço físico, uma gestão horizontal. Todo mundo tem hierarquias. O objetivo é o futebol do clube que seja ágil nas tomadas de decisão”, acrescentou.

Ele também comentou sobre a relação turbulenta entre o clube e a torcida organizada, defendendo a postura da direção sobre o tema e cravando: “Os verdadeiros torcedores vão ao jogo.”

“O problema da torcida é que o clube é forte na tomada de decisão em relação à organizada. Até porque uma coisa é torcida e outra é bandidagem. Tem que parar com essa palhaçada de invadir treino, o local de trabalho. Coisa desportiva tem que ser tratada desportivamente”, disse Autuori, acrescentando: “Bandidos só se garantem porque estão bando. Sozinhos não fazem nada. Tem que ter alguém com coragem para tomar decisão. E isso foi feito aqui. Ainda tem a biometria, que é o caminho do futuro e sem volta. São medidas impopulares no momento, mas coisas que serão importantes no futuro. O problema no Brasil é o populismo. Só se quer falar o que as pessoas vão querer ouvir. Falta coragem para as pessoas tomarem decisões.”

Gramado sintético

Outro ponto comentado por Autuori na entrevista foi em relação ao gramado sintético na Arena da Baixada. Ano passado, o Atlético teve o melhor desempenho como mandante no Brasileiro, fato que gerou polêmica pelo tipo de piso, que poderia beneficiar ao clube segundo os adversários. No entanto, este ano, o rendimento do Rubro-Negro na Arena caiu – tem o 12º melhor rendimento em casa, com 47,92% de aproveitamento. “Ano passado, quando falavam do gramado, eu dizia: “Não tem nada a ver o gramado, é o rendimento da equipe”. Esse ano prova isso o que eu falei. As pessoas esquecem, mas é a realidade. O clube vai ter um miniestádio dentro do complexo com grama sintética. Já tem um indoor com grama sintética. A sub-19 joga na Arena da Baixada, isso é algo natural. As condições que o clube dá aqui são excepcionais”, disse.



Últimas Notícias

Libertadores

Hoje é um novo dia…..

…. de um novo tempo/que começou Nesses novos dias/as alegrias/ serão de todos/é só querer. Esses nossos sonhos/ serão verdade o futuro já começou.  …

Fala, Atleticano

Mais do mesmo

Não consigo ver futuro no futebol que o meu time está praticando. Ou seja, não está jogando nada já faz um bom tempo. Vejamos: zagueiro…

Fala, Atleticano

Reflexões…

Após a Derrota contra o Fluminense… Nosso “DT” Felipão, implorou pelo apoio da torcida no jogo de quarta, pois é “vida ou morte”… O Atlhetico…

Fala, Atleticano

Nunca foi unanimidade

Nunca ele foi unanimidade perante a torcida do CAP, o “queridinho” do Petraglia, só conseguiu um destaque em 2018, sob a batuta do Thiago Nunes,…