O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
4 dez 2017 - 15h37

Triste 2017

Comemorar o rebaixamento do seu maior rival.. Essa é ÚNICA ALEGRIA da torcida rubro negra…

O Paranaense, onde começamos com o sub-23, capengamos..

Nos classificamos para as finais e através de um regulamento ‘ridiculo’, fomos chegando..

Na final, fomos ‘humilhados’, dentro da Baixada pelo mesmo time, que hoje conquista seu quarto rebaixamento em 12 anos..

O que segundo alguns, está no ‘Alto da Glória’…

Na Libertadores, fizemos uma primeira fase ruim, onde sofremos para conseguir a vaga perante o Milionários (penaltis) e contra o Fraquissimo, Deportivo Capiatá..

Na fase de grupos, tomamos um ‘vareio’ do San Lorenzo na Baixada e conseguimos a vaga na ‘Bacia das Almas’ no Chile..

Se não bastasse o time se arrastando com partidas ruins, a relação da torcida e o clube iria se deteriorando a cada dia..

Nas oitavas, me veio a cabeça a lembrança de 2005..

Onde, nos classificamos na sorte e embalamos com a força da Baixada até a final, mas desta vez se lá chegassemos, teríamos a Baixada …

Poderiamos ser campeões..

A empolgação, terminou antes do primeiro jogo contra o Santos..

A diretoria atleticana, ‘tirou’ o jogo da sua casa e de seus sócios..

E o filme da final de 2005 veio a tona..

Tentaram o Couto Pereira.. A diretoria verde, ‘roeu a corda’ e fomos para a Vila..

Com o clima de Baixada antiga, tentamos, mas perdemos para o Santos, isso já sob o comando de Eduardo Batista, que cairá, pouco tempo depois, com a justificativa que ele não estava adptado a Filosofia do clube..

Isso após apenas 30 dias de trabalho…

A torcida começava a conhecer a Exos e o DIF..

A torcida pediu, Wagner Mancini…

Paulo Auturi, trouxe o desconhecido, Fabiano Soares, que apesar de brasileiro se atrapalhava a cada entrevista, mas que começou um ótimo cartão de visita..

Mandou o Atlético para cima do Santos na Vila Belmiro, que mesmo com a derrota de 1×0, fez a sua melhor partida no ano..

Aí começavam as invenções nas escalações e substituições e os tropeços em casa, que estava cada vez mais vazia e cinza..

Tivemos esse ano a Biometria válida para todo estádio, dá qual não sou contra, mas ela deveria ser flexibilizada…

Vieram o aumento dos ingressos avulsos e do plano de sócios, uma tentativa clara contra as organizadas do clube, principalmente, ‘Os Fanáticos’..

Que passa assistir os jogos fora o Estádio e com isso o clube passa a ter prejuízo, pois a maioria deixa de frequentar o estádio..

A medida do clube atingiu em cheio os mais pobres e o clube começa a perder sócios..

Segundo o site Globo Esporte.com, cerca de 2000 em 50 dias..

O time passa a ter campanha de rebaixado na parte final do campeonato, passando a flertar com a série B..

Consegue se manter…

A diretoria do clube, se mantém irredutível a uma possível Assembleia Geral de Sócios, onde classifica o movimento como oportunista e antecipação do pleito eleitoral no clube..

O ano atleticano termina sem motivos para comemorar, apesar da despedida com vitória..

Torcida e clube estão estremecidas e precisam se acertar, uma escolha do treinador que virou diretor, mas se perdeu, principalmente ao atacar a torcida que pagava ingressos e protestou dentro do estádio, apesar de ser durante o jogo, coisa que sou contra..

Trouxe o desconhecido, Fabiano Soares, que criticou duramente alguns jogadores (Nikão / Gedoz) publicamente e isso dentro do Vestiário, cai mal demais.. Ficou ‘refém’ da Exos e do DIF, pois não pode repetir uma escalação, passou a improvisar jogadores e não alterar o esquema tático.. Tinha uma idéia de propor jogos e valorizar a posse de bola, mas o time tinha o mesmo defeito, não conseguia criar jogadas e Ribamar era inconstante…

O ano termina sem uma despedida de Weverton da torcida.. Que apesar as falhas em algumas partidas e da certa ‘desmotivação’ pela perda de espaço na Seleção Brasileira, foi sim.. Um ÍDOLO no clube..

O jogador que honrou a camisa durante cinco anos vai para o Palmeiras..

O que será do ano de 2018…?

Alberto, será o técnico do rubro negro? Terá liberdade para trabalhar, ou ficará engessado pela metodologia do clube?

Teremos reforços de qualidade e lutaremos por títulos nacionais na próxima temporada?

Paranaense?? Tem um time na cidade que ganhou o estadual e hoje caiu…

A torcida poderá festejar na Baixada? A Baixada voltará a ter o poder, a mística de outros tempos?

Essas são as questões que ficam no final de 2017…



Últimas Notícias

Libertadores

Hoje é um novo dia…..

…. de um novo tempo/que começou Nesses novos dias/as alegrias/ serão de todos/é só querer. Esses nossos sonhos/ serão verdade o futuro já começou.  …

Fala, Atleticano

Mais do mesmo

Não consigo ver futuro no futebol que o meu time está praticando. Ou seja, não está jogando nada já faz um bom tempo. Vejamos: zagueiro…

Fala, Atleticano

Reflexões…

Após a Derrota contra o Fluminense… Nosso “DT” Felipão, implorou pelo apoio da torcida no jogo de quarta, pois é “vida ou morte”… O Atlhetico…

Fala, Atleticano

Nunca foi unanimidade

Nunca ele foi unanimidade perante a torcida do CAP, o “queridinho” do Petraglia, só conseguiu um destaque em 2018, sob a batuta do Thiago Nunes,…