4 dez 2018 - 22h21

Junior Barranquilla vem sem sua força máxima

Cartões vermelhos tiram jogadores da primeira partida da final da Sul-Americana, mas time ainda tem destaques perigosos

O Junior Barranquilla também está de olho na oportunidade de conquistar seu primeiro título em competições da Conmebol. Enfrentando o Atlético nas finais da Sul-Americana, a equipe colombiana quer fazer história com uma dobradinha, já que também disputa o título do campeonato nacional. Por isso, o time entrará em campo com muita vontade, mas sem sua força máxima.

No último jogo, válido pela semifinal da competição, contra o Santa Fe, o Junior teve dois de seus principais jogadores expulsos: Téo Gutiérrez e Gabriel Fuentes, que não disputam a primeira partida pela final. Há o risco de Téo ficar sem jogar os dois jogos, já que essa é a punição via de regra para expulsões diretas. O goleiro Sebastián Viera também pode desfalcar o time por ter sofrido uma entorse traumática no joelho esquerdo.

Vale lembrar que a equipe enfrenta duas decisões em 11 dias, um fator que pode ajudar o Furacão, já que as finais da Sul-Americana serão nos dias 5 e 12 de dezembro, enquanto as finais da Liga Colombiana serão nos dias 8 e 16 do mesmo mês.

Mesmo assim, é bom ficar de olho nas características dos principais jogadores:

  • Luis Díaz

Joga como ponta esquerda. Na Sul-Americana jogou 7 jogos, marcando três gols e dando uma assistência. É conhecido pelo seu poder de aceleração, um dos jogadores colombianos mais rápidos. Em setembro vestiu a camisa da seleção colombiana contra a Argentina. Seu ponto mais forte são os passes longos.

  • Barrera

Joga como meio campo, é o camisa 10 da equipe e muito bom no ataque. Em 5 jogos na competição fez um gol e deu duas assistências. Conhecido por ser parente de Carlos Valderrama (primo de segundo grau). É o armador do time, joga com o pé esquerdo e tem muita criatividade e técnica.

Em 2016 quase veio para o Furacão, o primo Valderrama chegou a visitar o CT do Caju e assistir um jogo contra o Coritiba, mas o acerto não evoluiu.

  • Teo Gutiérrez

Mesmo sem saber a definição quanto ao segundo jogo, é o jogador para ficar de olho. Uma das referências da equipe, armador e muito bom no ataque. Fez 7 jogos com dois gols e uma assistência.

  • Gabriel Fuentes

Joga como lateral direito e ajuda bastante na parte defensiva. Sua principal característica é ser bom no desarme, cortando e interceptando a bola. Também foi expulso no jogo contra o Santa Fe e não joga a primeira partida na Colômbia.



Últimas Notícias

Opinião

O Furacão voltou

Não podia ser num jogo qualquer… Nosso retorno para casa tinha que ser numa semi-final de Copa do Brasil, contra o badalado e protegido Flamengo,…

Sul-Americana

Confira como ir ao Uruguai

Logo após a classificação diante do Peñarol pelas semifinais da Sul-americana 2021, a enorme procura dos torcedores pelas passagens aéreas de Curitiba a Montevidéu acabou…