31 jan 2019 - 0h50

Inoperante, Athletico perde o clássico

Após toda a polêmica que antecedeu o clássico, Athletico e Coritiba subiram ao gramado do Estádio Joaquim Américo para disputar o Atletiba de número 378 e diante de um público total de 9.616 torcedores o time do Alto da Glória venceu por 2 x 1. A renda do jogo foi de R$ 227.850,00.

Como já era de se esperar o começo do jogo foi bastante truncado, nenhuma das duas equipes se arriscava e o primeiro gol saiu aos 16 minutos quando o atacante Igor Jesus subiu entre os zagueiros atleticanos e cabeceou, vencendo o goleiro Léo. Em mais uma bobeira da zaga do Rubro-Negro o Coritiba ampliou o marcador aos 21 minutos com o atacante Iago Dias.

Aos 26 minutos o time alviverde teve o volante João Vitor expulso, após dura falta em Marquinho. Após a expulsão, o Athletico tentou uma tímida reação e a primeira chance de gol do Rubro-Negro aconteceu aos 36 minutos quando em falta cobrada por Matheus Anjos, Erick bateu à queima roupa obrigando o goleiro Wilson a fazer uma excelente defesa. Logo em seguida, João Pedro tabelou com Bergson e bateu por cima do gol.

Já nos acréscimos, Matheus Anjos bateu uma falta sem perigo e o primeiro tempo acabou com a vitória parcial do Coritiba, por 2 x 0.

 

Mudança tática não surtiu efeito desejado

O Furacão voltou para a segunda etapa com uma mudança tática, com a entrada do atacante Bruno Rodrigues no lugar do lateral Reginaldo, deslocando Anderson Plata para a lateral. Não satisfeito com a atuação do time, aos 17 minutos o técnico Rafael Guanaes sacou o meia Marquinho e colocou mais um atacante, desta vez, Bruno Leite.

Aos 20 minutos, Anderson Plata driblou o zagueiro do Coritiba e bateu no gol, mas a bola desviou na mão de Iago Dias e o árbitro Leonardo Sigari Zanon, marcou pênalti para o Rubro-Negro, Berson foi para a bola e descontou aos 21 minutos.

Na tentativa de empatar o jogo, o técnico atleticano foi para o famoso tudo ou nada, tirando o zagueiro Eder e colocando o atacante Bill que no seu primeiro toque na bola cabeceou para fora e perdeu a melhor chance do Athletico no segundo tempo.

Já nos acréscimos o Rubro-Negro teve mais duas chances de empatar, a primeira com Bergson que bateu de fora da área e o goleiro Wilson colocou para escanteio e no lance derradeiro da partida, o colombiano Anderson Plata bateu também de fora da área e a bola saiu a direita do gol do Coritiba.

Com a derrota no clássico, o Athletico permanece em quarto lugar no grupo A que é liderado por Londrina e Operário com 7 pontos cada.

Atacante fez o gol do Athletico no clássico [foto: site oficial]


Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…