23 set 2020 - 21h13

Furacão vence, isola-se na liderança do grupo e se aproxima da próxima fase da Libertadores

O dia de hoje representou uma marca histórica para o Rubro-Negro. A partida contra o Colo-Colo foi a de número 60 do clube na mais importante competição de times de futebol da América. Com o triunfo de hoje, o Furacão soma 29 vitórias, 8 empates e 23 derrotas em sete edições até agora disputadas.

O técnico Eduardo Barros pôde contar com o retorno de Cittadini – recuperado de lesão no tornozelo – e de Thiago Heleno – não atuou na última partida em virtude da altitude. Jorginho (meia) estreou com o manto rubro-negro, entrando no segundo tempo.

Nikão continua fora da equipe (entorse no tornozelo). Vitinho segue no departamento médico. Walter (com Covid-19) e Bissoli não constaram entre os relacionados.

Do lado do Colo-Colo, o técnico Gualberto Jara não teve à disposição o atacante Paredes (principal jogador da equipe chilena) e o zagueiro Barroso – ambos com problemas musculares. Zaldivia (zagueiro) rompeu o tendão de Aquiles no último sábado e também foi desfalque.

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

O Furacão começou avassalador. Foram três chegadas ao gol em menos de sete minutos. Pedrinho, Erick e Fabinho levaram perigo à meta chilena.

GOL CONTRA! Na quarta investida, aos 6 minutos, cobrança de escanteio e Pedro Henrique desviou de cabeça, junto com o volante Suazo, e a bola morreu no fundo das redes. 1 a 0!

MAIS UM CONTRA! Aos 13, bela trama entre Christian e Cittadini, que tocou no meio da área. Erick dividiu com Campos e, de novo, bola na rede. Apontado gol contra do zagueiro chileno. 2 a 0!

O Colo-Colo deu seu primeiro chute ao gol somente aos 30 minutos. Suazo arriscou de fora da área e mandou pela linha de fundo.

QUASE O TERCEIRO. Cittadini avançou pela esquerda, virou a jogada e encontrou Jonathan, que cruzou na cabeça de Pedrinho. Meio desajeitado, o atacante mandou à esquerda do gol e desperdiçou ótima chance de aumentar a vantagem.

2º Tempo

O Athletico voltou com a mesma pegada para a segunda etapa. Pedrinho – em chute rasteiro no canto – e Christian – com forte tiro de fora da área – levaram perigo à meta de Cortés. Abner também tentou de longa distância, mas sem causar grande susto.

O Furacão administrou bem a partida, com mais passe de bola e criando algumas oportunidades na frente. E o jogo seguiu truncado, com os chilenos fazendo faltas mais fortes nos jogadores rubro-negros.

A única boa chance do Colo-Colo surgiu aos 48 minutos, quando Campos exigiu defesa de Santos em chute de longa distância, no canto esquerdo. O arqueiro atleticano segurou firme.

Com o resultado garantido, o Athletico se consolidou como líder isolado do grupo C!

Ficha técnica

Libertadores – 23/09/2020 – 4ª Rodada (Grupo C)

Athletico 2 x 0 Colo-Colo

Local: Arena da Baixada.

Horário: 19h15.

Árbitro: Fernando Rapallini (ARG).

Cartões amarelos: Cittadini (CAP); Insaurralde, Soto (COL).

Cartões vermelhos: – .

Gols: Suazo (contra – 6’ 1T), Campos (contra – 13’ 1T).

Athletico: Santos; Jonathan (Jorginho), Thiago Heleno, Pedro Henrique e Márcio Azevedo (Abner); Wellington, Erick, Cittadini (Lucho) e Christian (Léo Gomes); Fabinho e Pedrinho (Geuvânio). TC: Eduardo Barros.

Colo-Colo: Cortés; Campos, Insaurralde, Opazo (Soto) e De La Fuente (Véjar); Matias Fernandez (Carmona), Fuentes e Suazo; Mouche (Valencia), Bolados (Costa) e Parraguez. TC: Gualberto Jara.

Próximo confronto

O Furacão enfrenta no dia 26/09 (sábado), às 19h00, na Arena da Baixada, o Bahia, pela 12ª rodada do Brasileirão.

Já pela Libertadores, o Athletico também joga sob seus domínios na terça-feira, dia 29/09, às 21h30, contra o Jorge Wilstermann (BOL).



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…