25 out 2020 - 21h33

Ladeira abaixo: Athletico perde de virada e se afunda na ZR

Em crise no Campeonato Brasileiro, o Ahletico recebeu o Grêmio neste domingo (25) para tentar iniciar a reação após as mudanças feitas no Departamento de Futebol do Clube. No entanto, depois de sair na frente com um bonito gol de Carlos Eduardo, no fim do primeiro tempo, o Rubro-Negro sofreu a virada na segunda etapa com gols de Thiago Heleno (contra) e Ferreira, perdendo por 2 a 1 dentro de casa e se mantendo na zona de rebaixamento para a Série B.

O jogo

Comandado pelo auxiliar técnico Bernardo Franco, já que Paulo Autuori cumpre suspensão imposta pelo STJD, o Athletico entrou em campo no 4-3-3 com Santos; Erick, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Wellington, Lucho González e Christian; Nikão, Renato Kayzer e Carlos Eduardo. Já Renato Portaluppi trouxe o Grêmio com time misto no 4-5-1, formado por Paulo Victor; Orejuela, Rodrigues, David Braz e Bruno Cortez; Lucas Silva, Darlan, Thaciano, Everton e Ferreira; Isaque.

Pouco inspiradas, ambas as equipes fizeram um primeiro tempo sem muitas emoções e pouquíssimos chutes a gol. Apesar de manter a posse de bola, o Athletico não levava perigo à meta de Paulo Victor. Enquanto isso, o Grêmio apostava nos contra-ataques sem muita eficiência. As melhores chances de gol saíram apenas no final da primeira etapa: aos 42′, Isaque recebeu cruzamento da direita e chutou para fora. O Furacão respondeu logo em seguida: aos 43′, Carlos Eduardo recebeu lançamento de Thiago Heleno, cortou o zagueiro e mandou na gaveta para abrir o placar na Baixada.

Depois de conseguir ir para o vestiário com a vantagem no placar, era de se esperar que o Athletico voltasse melhor para a segunda etapa e conquistasse os importantes 3 pontos da partida. Ledo engano. Com as substituições feitas por Portaluppi, o Tricolor voltou buscando o jogo e logo chegou ao empate. Aos 10′, Luiz Fernando chutou forte, cruzado, e Santos espalmou mal para o meio da área. A bola bateu em Thiago Heleno e entrou. O gol contra marcado pelo General desestabilizou a equipe, que não conseguiu armar boas jogadas e abusava das faltas. Já o Grêmio continuou apostando nos contra-ataques até que, aos 41′, Paulo Victor lançou, a zaga atleticana bobeou e Ferreira saiu livre na área para tocar para a rede e marcar o gol da virada gremista.

Situação delicada

Com mais uma derrota, a 9ª em 17 jogos, o Furacão fecha o primeiro turno do Campeonato Brasileiro contra o Sport, na Ilha do Retiro, no próximo domingo. Ainda tem um jogo a disputar contra o Atlético/MG, válido pela 6ª rodada. Mesmo com 6 pontos ainda em disputa, o desempenho do Rubro-Negro no primeiro turno é preocupante. Tendo vencido apenas 4 partidas e empatado outras 4, o Athletico soma apenas 16 pontos e ocupa a 18ª posição na tabela.

Para sair da zona de rebaixamento antes de iniciar o returno, o time precisa vencer e torcer por tropeços de Vasco, que abre a ZR com 18 pontos e Botafogo, Bragantino ou Bahia, que têm 19 e estão logo acima. Além disso, conforme noticiado pela Furacao.com, para atingir os 45 pontos normalmente necessários para se livrar do rebaixamento, o Athletico precisará de um desempenho muito superior na segunda metade do Brasileirão.



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…