5 dez 2020 - 21h03

Athletico é derrotado no Rio

O Athletico foi ao Rio de Janeiro enfrentar a equipe do Fluminense neste sábado e foi derrotado por 3 a 1. O resultado mantém o Furacão estagnado e com risco de terminar a rodada muito próximo da ZR.
O jogo começou quente. Logo nos primeiros minutos, Erick salvou em cima da linha o que seria o primeiro gol do Fluminense, na sequência de uma boa defesa de Santos. O Athletico já deu o troco logo na sequência, com Richard puxando ataque e chutando cruzado, para defesa do goleiro tricolor. E aos 11 minutos, o Furacão já abriu o marcador. Em excelente jogada iniciada com Nikão, Abner foi até a linha de fundo e rolou rasteiro para Cittadini chegar batendo e botar o Athletico na frente.
Não deu nem tempo de comemorar e no primeiro lance de ataque após o gol rubro negro, o Fluminense conseguiu um pênalti em chute de Nenê que bateu no braço de Thiago Heleno. Mas para alegria da torcida atleticana, Santos defendeu a cobrança do próprio Nenê e manteve o Athletico na frente.
O Fluminense, no entanto, passou a pressionar mais, embora não criasse grandes chances.
Apenas aos 27 minutos o time da casa criou nova chance, e desta vez não houve perdão. Em boa jogada de Michel Araujo, o meia chutou e no rebote de Santos, Marcos Paulo cruzou para Nenê marcar.
O gol animou o tricolor e aos 32 o Flu quase virou após boa jogada pelo meio, com Michel Araujo saindo na cara de Santos, para nova defesa providencial do goleiro atleticano.
E antes mesmo do fim da primeira etapa, ficou pior ainda a situação do Athletico. Aos 36 minutos, Thiago Heleno – muito mal na partida – matou contra ataque com falta no meio de campo, levou o segundo amarelo e foi expulso.
Com um a menos em campo, Autuori sacou Wellington e colocou Zé Ivaldo. O Furacão passou a se fechar para esfriar os ânimos do adversário e conseguiu levar o placar em igualdade para o segundo tempo.
No segundo tempo, logo aos dois minutos, o Fluminense chegou com perigo, em lançamento pela direita em que Marcos Paulo bateu cruzado, sem ângulo, e Santos defendeu. Aos oito, o Flu chegou novamente com perigo em chute da entrada da área para nova defesa de Santos.
A tônica do segundo tempo não se alterava. O Fluminense avançou totalmente em campo e encurralou o Furacão, que se limitava a tentar garantir o empate. Nem nos contra ataques o Athletico conseguia levar perigo.
Aos 28 minutos, finalmente o time carioca conseguiu a virada. Em escanteio pelo lado esquerdo defensivo do rubro negro, a bola atravessou toda a área e sobrou para Marcos Paulo que livre teve tempo de dominar e chutar cruzado para colocar o Flu na frente. O gol acabou de vez com qualquer aspiração do Athletico. Dois minutos depois, Marcos Paulo novamente chutou de longe e marcou um belo gol, ampliando para o Flu.
O jogo seguiu até o final sem grandes chances, mas com o Fluminense dominando facilmente e mantendo o placar de 3 a 1 até o final. Mais uma derrota para o Athletico, que agora torce contra os times abaixo na tabela para não finalizar a rodada perigosamente próximo da ZR.


Últimas Notícias

Notícias

O bom filho?

ANÚNCIO: Dia 01 outubro, um dia após vencer o Peñarol por 2 x 0, na Arena da Baixada e garantir presença na final da Copa…

Opinião

O Furacão voltou

Não podia ser num jogo qualquer… Nosso retorno para casa tinha que ser numa semi-final de Copa do Brasil, contra o badalado e protegido Flamengo,…