14 dez 2020 - 14h18

Pior ataque e defesa medíocre: o desequilíbrio atleticano

O Athletico vai para a 26ª rodada do Campeonato Brasileiro não apenas a três pontos da zona de rebaixamento, mas também com a marca de ter o pior ataque da competição, com apenas 18 gols marcados em 24 partidas. O dado, por si só, já é alarmante, considerando que o lanterna do campeonato, o Goiás, já balançou as redes 22 vezes.

Se o ataque pouco funciona, a defesa também não passa qualquer esperança de que o time tenha um campeonato tranquilo nesse segundo turno. O último gol sofrido, quando o rubro-negro perdeu em casa por 1×0 para o Atlético-MG, diga-se, é um exemplo da fragilidade do sistema defensivo, desde o momento da perda da posse de bola ainda no campo de ataque:

Embora ocupe uma medíocre 7ª posição entre as melhores defesas, é o terceiro time com mais pênaltis cometidos ao longo do certame, empatado com o Ceará, que também cometeu 6 penalidades máximas até aqui. Assim, a defesa poderia ser ainda pior se não fosse o goleiro Santos, que recentemente completou 200 jogos com a camisa atleticana. Afinal, o Furacão empata com o São Paulo com o maior número de pênaltis defendidos: 3, sendo a última delas na rodada passada.

Santos pegou mais um pênalti, mas não foi suficiente [Foto: reprodução]
Os números, portanto, parecem trazer apenas preocupações. A 14ª posição está longe de ser confortável, considerando que o Vasco – primeiro time dentro da ZR -, além de possuir apenas 3 pontos a menos, também disputou um jogo a menos na competição.

Paulo Autuori terá a difícil missão de equilibrar o futebol atleticano, melhorando minimamente o péssimo ataque e fazendo com que a defesa passe mais segurança do que tem passado, para que não dependa tanto das boas atuações de Santos (ou mesmo de seus reservas). Somente assim poderá o Athletico superar a atual temporada sem maiores prejuízos, além daqueles já consumados.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…