17 jan 2021 - 18h13

Furacão empata com líder e se distancia de vaga na Libertadores

O Athletico tentava manter boa sequência de resultados para se aproximar de uma vaga na próxima Libertadores.

Já o tricolor paulista, lider do Brasileirão, buscava recuperação após duas derrotas seguidas, contra Bragantino e Santos.

Autuori não pôde contar na partida de hoje com Lucho (dores no joelho), Cittadini (entorse no tornozelo), Azevedo (lesão no joelho) e Erick (lesão na coxa).

Apesar do empate em 0 a 0 no último clássico e hoje com o São paulo em 1 a 1, agora são cinco jogos de invencibilidade do Furacão.

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

Jogo começou em ritmo intenso, com as duas equipes postadas no esquema 4-4-2 e marcação firme. Muitos passes, poucas finalizações e partida truncada no meio-campo.

Aos 11 minutos, Carlos Eduardo recebeu lançamento no campo de ataque, pela direita, puxou para o meio, mas foi travado na hora do chute.

Aos 21, Nikão abriu com Abner, na esquerda, que achou Kayzer na área. Ele girou, bateu e foi bloqueado; na sobra, Canesin pegou de primeira, mas Volpi fez segura defesa.

Carlos Eduardo arrancou pelo meio e tocou para Nikão na entrada da área. Ele deixou para Kayzer que cruzou forte na pequena área para Carlos Eduardo que ia chegando para finalizar, mas Arboleda conseguiu se jogar na bola para tirar o perigo e evitar o gol. Eram 28 minutos.

No lance seguinte, Juanfran cruzou com perigo na área, mas Pedro Henrique tirou de carrinho. Lance perigoso.

34 minutos e Brenner recebeu o cruzamento de Juanfran na área e disputou com Thiago Heleno. Jogador tricolor cabeceou para fora.

KAYZER!!! Aos 38, de Nikão para Carlos Eduardo; de Carlos Eduardo para Kayzer; de

Kayzer para o gol! Nikão recuperou a bola no meio-campo, acelerou e abriu para Carlos Eduardo na direita. Ele buscou Kayzer na segunda trave que chegou finalizando para abrir o marcador!

Athletico soube aproveitar a oportunidade de ouro que teve: um único erro do São Paulo – passe displicente de Sara armou um ataque perfeito do Furacão que terminou a primeira etapa com 38% de posse de bola, com 1 a 0 no placar e jogando de forma bastante organizada. Perdido, o tricolor paulista não encontrou respostas até o fim do primeiro tempo.

2º Tempo

Aos 6 minutos, Brenner recebeu por trás da zaga e saiu cara a cara com Santos que fechou muito bem o ângulo e defendeu.

Três minutos depois, Sara recebeu bola enfiada na entrada da área, dominou e bateu forte. O chute foi na rede, pelo lado de fora.

Empate do São Paulo. Gol de Tchê Tchê, aos 15 minutos, após chute da entrada da área – a bola ainda desviou na marcação antes de entrar.

Aos 21 minutos, Christian recebeu de Nikão que, da entrada da área, soltou uma bomba de esquerda. Volpi se esticou todo para mandar para escanteio.

Vitor Bueno finalizou de fora da área e a bola desviou duas vezes na marcação antes de sair, quase enganando Santos. Eram 41 minutos.

No último lance da partida, Reinaldo cruzou da esquerda e Carneiro subiu livre para cabecear para fora.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro – 17/01/2021 – 30ª Rodada

Athletico 1 X 1 São Paulo

Local: Arena da Baixada.

Horário: 16h00.

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO).

Cartões amarelos: Paulo Autuori, Canesin, Carlos Eduardo (CAP); Arboleda (SPFC).

Cartões vermelhos: – .

Gols: Kayzer (38’ 1T), Tchê Tchê (15’ 2T).

Athletico: Santos; Jonathan (Khellven), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard, Christian, Canesin (Walter) e Carlos Eduardo (Reinaldo); Nikão e Kayzer (Vitinho). TC: Paulo Autuori.

São Paulo: Tiago Volpi; Juanfran, Arboleda, Bruno Alves (Vitor Bueno) e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Tchê Tchê e Gabriel Sara (Carneiro); Brenner e Igor Gomes (Pablo). TC: Fernando Diniz.

Próximo confronto

O Athletico retorna a campo na quarta-feira, 20/01, às 18h00, contra o Bahia, na Fonte Nova.



Últimas Notícias

Brasileiro

Cuidado!

  Foco na competição: No Brasileirão o Athletico ainda tem 11 jogos para disputar, o equivalente 33 pontos. Seis jogos em casa, cinco jogos fora.…

Notícias

O bom filho?

ANÚNCIO: Dia 01 outubro, um dia após vencer o Peñarol por 2 x 0, na Arena da Baixada e garantir presença na final da Copa…

Opinião

O Furacão voltou

Não podia ser num jogo qualquer… Nosso retorno para casa tinha que ser numa semi-final de Copa do Brasil, contra o badalado e protegido Flamengo,…