21 jan 2021 - 19h42

Gol de Paulo Baier

Foi em 2012.

O Athletico esteve atrás no placar por 3 vezes. Só tomou a dianteira pela primeira vez quando fez 4 a 3. Mas o América foi buscar o empate. E com oito gols no placar é quase impossível acreditar que algo mais possa acontecer numa partida de futebol.

Aos 49 minutos, até a bola já estava cansada quando foi chutada por Elias. Se recusou a entrar. Mas o insistente jogador a pegou novamente, deitou um zagueiro na pequena área e tentou mais uma vez. A bola se recusou novamente. Bateu na trave, nas costas do goleiro e nas pernas de 21 jogadores que se encontravam dentro da área naquele momento. Sobrou para Paulo Baier, no único metro quadrado desocupado.

Um segundo depois, Paulo Baier voltava a ser Paulo Cesar e dava um pique pelo lado do campo lembrando dos tempos em que era um jovem lateral do Criciúma, enquanto o alambrado do Ecoestádio Janguito Malucelli tinha sua resistência colocada à prova.

O Athletico terminaria a série B com 71 pontos. Mesma pontuação do quinto colocado. E em que pese ser um campeonato por pontos corridos, qualquer atleticano que seja questionado dirá que o gol de Paulo Baier, na vigésima oitava rodada, foi o gol do acesso.

Mais de 1 milhão de torcedores do Athletico estiveram presentes no Janguito neste dia, mesmo com a capacidade do estádio sendo de apenas 4.200 pessoas.



Últimas Notícias

Opinião

Se fosse simples….

…qualquer um faria! Hoje, com o advento maciço da internet, todo mundo é chef, todo mundo é coaching, todo mundo é tudo! Basta ver uma…