4 fev 2021 - 22h59

No duelo entre as melhores defesas do campeonato, Athletico e Inter não saem do zero

Athletico e Inter se enfrentaram visando objetivos diferentes na primeira parte da tabela, mas com muitas semelhanças ao longo do campeonato: os dois times têm as defesas menos vazadas (31 gols sofridos, ao lado do Palmeiras), campanha de G4 no segundo turno e mudanças no comando técnico.

O Furacão briga por um possível G8 e sonha com vaga na Libertadores. O Colorado é o líder e quer encerrar um jejum de mais de 30 anos sem o título do Brasileirão.

A arrancada no returno com os novos técnicos credenciou a dupla a estar próxima de suas novas metas. O Athletico era vice-lanterna e estava há dez jogos sem vencer. O Inter ocupava a vice-liderança, mas caiu para sétimo colocado cinco rodadas depois.

O Colorado tem o melhor aproveitamento do segundo turno, com 30 pontos. O Furacão conquistou 26 pontos (8 vitórias, 2 empates e 4 derrotas) – aproveitamento de 61,9% -, com a quarta melhor campanha eté então.

O técnico rubro-negro não pôde contar com Khellven (suspenso), Márcio Azevedo (lesão no joelho), Erick (lesão na coxa) e Lucho (cirurgia no joelho).

O atacante Carlos Eduardo – suspenso por, na pandemia, trocar camisa com jogador adversário – obteve efeito suspensivo e ficou à disposição de Paulo Autuori.

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

O Furacão começou a partida na garganta do Inter. Aos 6 minutos, Nikão cruzou rasteiro e Carlos Eduardo – por muito pouco – não alcançou.

NA TRAVE! Bola alçada na área sobrou para Cittadini que bateu forte. A bola explodiu no poste esquerdo de Lomba, aos 19 minutos.

Resposta colorada à altura, quatro minutos depois. Rodinei recebeu de Marcos Guilherme, dominou, chutou e acertou a trave direita de Santos.

Aos 28, Rodinei cobrou falta com veneno. Santos espalmou para o lado e, no rebote, defendeu o chute com segurança, sem soltar. Inter equilibrou o jogo.

No último lance da primeira etapa, Edenilson cruzou na cabeça de Praxedes que mandou para fora.

Athletico se apresentou muito bem até a metade do primeiro tempo, com perigosas chegadas na área. Nos 15 minutos finais, o Inter equilibrou as ações e passou a ser mais agressivo, principalmente pelo lado direito.

2º Tempo

Início de segunda etapa truncada, tensa e pegada, com faltas e discussões entre os jogadores de Athletico e Inter.

17 minutos e Abner cruzou na cabeça de Carlos Eduardo. Lomba segurou sem dificuldades, no meio do gol.

Aos 29, Nikão recebeu na entrada da área e arriscou. Lomba defendeu.

Vitinho avançou pela esquerda, passou por Rodinei e soltou a bomba. Lomba espalmou para escanteio. Eram 46 minutos.

Um minuto após, cobrança de escanteio, Thiago Heleno apareceu nas costas de Moisés e cabeceou. A bola passou muito perto do gol.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro – 04/02/2021 – 34ª Rodada

Athletico 0 X 0 Internacional

Local: Arena da Baixada.

Horário: 21h00.

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG).

Cartões amarelos: Thiago Heleno, Cittadini, Richard (CAP); Moisés, Lindoso (INT).

Cartões vermelhos: – .

Gols: – .

Athletico: Santos; Jonathan (Zé Ivaldo), Thiago Heleno, Pedro Henrique e Abner; Richard, Cittadini (Kayzer) e Canesin (Christian); Jadson (Reinaldo), Nikão e Carlos Eduardo (Vitinho). TC: Paulo Autuori.

Internacional: Lomba; Rodinei, Lucas Ribeiro, Cuesta e Moisés; Lindoso (Zé Gabriel), Edenilson, Patrick (Caio), Praxedes (Johnny) e Marcos Guilherme (Peglow); Yuri Alberto (Abel Hernández). TC: Abel Braga.

Próximo confronto

O Athletico retorna a campo na quarta-feira, 10/02, às 21h30, contra o Corinthians, na Neo Química Arena. Disputa direta por vaga na Libertadores.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…