5 abr 2021 - 9h58

Athletico voltou a campo….e a perder

Em mais uma fraca partida e mostrando uma apatia desalentadora, o time de aspirantes do Furacão conheceu nova derrota, desta vez em Cascavel para o time da casa, de virada por 2 x 1. Foi o segundo jogo do time que defende o tri e busca um inédito tetra campeonato e a segunda derrota, tendo jogado mal em ambas.

Apesar de mostrar um início de jogo mais “ligado”, marcando alto e inibindo o adversário de sair jogando, o Athletico não conseguia trabalhar a bola e não levava perigo ao gol do goleiro Ricardo. Este ímpeto durou porém não mais do que 10 minutos, com o FC Cascavel aos poucos encontrando espaços e começando ameaçar o Athletico. A bola não chegava nos atacantes que se limitavam a correr atrás da bola enquanto o adversário a tocava sem muita emoção.

A primeira etapa seguiu arrastada mas com o Cascavel explorando principalmente o lado esquerdo da defesa do rubro-negro e assim conseguiu alguns cruzamentos perigosos e um maior número de escanteios. Porém, aos 36′ da primeira etapa, em jogada individual de Jaderson o mesmo foi derrubado e na cobrança do pênalti o Athletico deu o único chute a gol até aqui no campeonato: Bissoli com convicção meteu no canto e abriu o marcador.

O Cascavel, que buscava retomar a liderança do campeonato, chegou ao empate logo depois também em cobrança de pênalti, num lance em que Edu chegou atrasado mas que mal encostou no atleta adversário. Outra cobrança forte e impecável e o placar ficou igualado.

Se o primeiro tempo parecia ruim, o segundo deu certeza disso. Um jogo arrastado com as duas equipes aparentemente satisfeitas em levarem um ponto cada uma. O Athletico seguia inofensivo, mesmo com as mudanças feitas pelo estreante Lazaroni no comando técnico, enquanto o Cascavel ao menos arriscava alguns chutes facilmente defendidos pelo jovem goleiro Bento. Quando tudo se aproximava de um empate insosso, o time que minimamente procurou mais a vitória recebeu um presente da defesa atleticana e após cruzamento da direita, Rogério virou o placar, deixando o FC Cascavel na ponta do certame, decretando nova derrota e a lanterna para o desatento e frágil aspirante atleticano de 2020, até o momento um dos mais fracos times de jovens montados para disputar o estadual.

Dois jogos e duas derrotas, em ambas jogando um futebol muito fraco e apático. Sinal de que algo precisa mudar dentro do departamento técnico atleticano, consertando erros evidentes e claros que podem comprometer toda a temporada.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…