5 maio 2021 - 0h01

Em mais uma apresentação ruim, Athletico é derrotado pelo Melgar

O Athletico foi derrotado pelo Melgar, do Peru, nesta noite de terça-feira pelo placar de 1 a 0. O jogo foi válido pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Sul Americana e colocou a equipe peruana na liderança do grupo, com nove pontos. O furacão segue em segundo, com seis pontos.

Diferente dos jogos anteriores, hoje não teve “saber sofrer”

Na verdade, o que tivemos foi “mais do mesmo” do que já se via nas partidas anteriores da equipe principal neste 2021.

O “fato novo” foi que dessa vez o Athletico não achou um gol qualquer em algum lance esporádico, e o famoso “jogou feio, mas ganhou” não aconteceu desta vez. Ficamos só com o jogar feio, e a primeira derrota na competição.

O rubro-negro segue um amontoado em campo, sem estilo ou proposta de jogo definida, sem “verticalidade” nem “horizontalidade”, ou qualquer outra “dade” que Paulo Autuori utiliza em suas entrevistas no pós jogo.

Primeiro tempo

O primeiro tempo foi uma reprise das partidas anteriores na copa Sul Americana. Sonolento e sem objetividade, o Furacão não conseguiu fazer nada na primeira etapa, e ainda foi dominado pelos mandantes.

Léo Citttadini segue, inexplicavelmente (e desde o ano passado) como titular absoluto e referência de criação no meio campo. Não é à toa que o jogo do Athletico não flui, o meio de campo não consegue construir jogadas de qualidade e o primeiro tempo foi um festival de chutões pra frente, para que Vitinho e Nikão “se virassem” na correria.

Ainda por cima, seguimos desperdiçando a qualidade de Erick na lateral direita, quando temos um lateral direito de ofício (e pedindo passagem) no banco de reservas.

Segundo tempo

A segunda etapa indicava uma sequência de jogo morno, com o Athletico se defendendo buscando apenas retornar para Curitiba com um ponto na bagagem.

O Melgar seguiu melhor e abriu o placar logo aos quatro minutos da segunda etapa. Após cruzamento pela esquerda, Ibérico desviou e Bordachar escorou entre dois marcadores, sem maiores dificuldades.

O gol adversário acordou o rubro-negro? Claro que não. A apatia seguia a mesma e o Melgar continuou melhor em campo. O jogo pareceu que ia mudar aos 10 minutos, quando veio a primeira alteração na equipe. Cittadini deu lugar a Jadson e (para a surpresa de um total de zero pessoas) finalmente o Athletico começou a melhorar na partida.

Logo aos 13 minutos Kayzer teve boa chance de empatar após erro da zaga adversária, mas chutou para fora.

Aos 21, mais uma alteração para corrigir o time escalado. Saíram Vitinho e Christian, Khellven entrou na direita, Erick foi para o meio de campo e Fernando Canesin (?) entrou na ponta esquerda.

O Furacão passou a ser mais ofensivo e pressionou o Melgar em busca do empate, que seguia se defendendo e apostando nos contra ataques para matar o jogo. Mas nada demais aconteceu, tirando o lance de Matheus Babi dando uma de zagueiro e evitando o gol de empate do Furacão aos 34 minutos.

Aos 39, Nikão ainda conseguiu receber o terceiro cartão amarelo em três partidas, e desfalca o Furacão na próxima partida pela Sul Americana.

Próximas partidas

O Athletico vai a campo novamente já na quinta-feira (06), quando recebe o Coritiba na Arena da Baixada, por partida válida pela 7ª rodada do campeonato paranaense. O duelo inicia às 17h40, e devemos ir a campo com um “mistão” dos aspirantes com alguns jogadores da equipe principal.

Pela Copa Sul Americana, o Furacão volta a campo apenas daqui uma semana. Na próxima terça-feira (11) quando vai a Caracas, na Venezuela, enfrentar o Metropolitanos, terceiro colocado do grupo com três pontos. A partida inicia às 19h15.



Últimas Notícias

Notícias

Jogador de meio tempo ?

Contratado no mês de maio Mais precisamente no dia 22/05. O meia David Terans foi anunciado como o novo reforço do Athletico. O jogador pertencia ao…

Notícias|Opinião

Arquibancada

Quem me conhece há mais tempo já me ouviu dizer que “a arquibancada é que é o meu lugar”. Para além do sentido literal, do…