15 maio 2021 - 14h01

Mistura de alívio e apreensão: jogando mal, Athletico vence o Toledo e se garante nas quartas-de-final do Paranaense

Não foi fácil, nação rubro-negra! A campanha do Athletico na primeira fase do Campeonato Paranaense foi muito aquém do que se esperava. Mas, no fim, tudo deu certo. Com gol de Mingotti aos 3′ do 2º tempo, o Rubro-Negro venceu o Toledo por 1 a 0 e sacramentou a classificação para as quartas-de-final do Estadual.

De quebra, o rival Coritiba perdeu para o Rio Branco e está fora da competição. Mas não há muito o que comemorar, pois a atuação da equipe de Lazaroni deixou muito a desejar e não temos tempo para treinar. A próxima e decisiva fase começa na segunda-feira (17), quando enfrentamos o Paraná Clube, na Vila Capanema. Está na hora de acordar! Para conquistar o tetra, vai ter que melhorar.

Performance assustadora na etapa inicial

Precisando da vitória para garantir a classificação, o Rubro-Negro iniciou no ataque. Logo aos 4′, em cobrança de falta, Marcinho exigiu boa defesa de João Lazzari. No entanto, o ímpeto inicial não se manteve e o time de Lazaroni voltou a apresentar os mesmos problemas de sempre: pouca criatividade e nenhuma efetividade.

As poucas bolas que chegavam ao ataque eram desperdiçadas, especialmente por Babi, a contratação mais cara da história do Athletico, que desperdiçou as melhores chances do Furacão na primeira etapa: aos 27′ a bola sobrou livre para o camisa 9 no segundo pau, mas ele deu uma canelada e jogou longe do gol. Aos 38′, em cobrança de escanteio, ganhou da marcação mas cabeceou muito errado e perdeu mais uma oportunidade.

Gol no início alivia, mas desempenho preocupa

Mas… ainda bem que temos base. No segundo tempo, o Athletico voltou pressionando o Toledo e logo abriu o placar, graças a uma boa jogada de Kawan que, na entrada da área, rolou para Mingotti. O atacante deu de bico na bola e matou o goleiro, marcando o gol da vitória e mais uma vez salvando a lavoura do Rubro-Negro. Com o gol de Mingotti, o Furacão saltou da 9ª para a 3ª posição, garantindo a classificação às quartas-de-final.

Como sempre, depois de marcar o gol o Athletico voltou a adotar a medíocre postura de recuar e tentar administrar o resultado. Por sorte, o Porco também não construiu nada e assim o jogo permaneceu sonolento.

A primeira chance de gol do Rubro-Negro na segunda etapa saiu aos 33′, quando Reinaldo fez boa jogada individual pelo meio e chutou no travessão. Aos 38′, Babi quase justificou o investimento ao receber de Jajá e mandar para o gol. Lazzari, mais uma vez, salvou o Toledo. Logo sem seguida, na cobrança de escanteio, Zé Ivaldo bateu colocado e o goleiro do Porco fez mais uma defesa.

Já no final da partida, aos 47′ Matheus Babi sofreu pênalti claro, não marcado pela arbitragem e, na sequência, quase que o Furacão se complica. Diogo Rangel chutou de longe e acertou o travessão de Anderson, para alívio da torcida rubro-negra.

Depois do susto, o apito final. Com a vitória, depois de muitas dificuldades na primeira fase, o Furacão conseguiu a classificação para a próxima fase. Que, a partir de agora, o time comece a jogar!

Como foi?

A primeira fase do Campeonato Paranaense foi difícil para o Athletico. Em 11 jogos disputados, o Furacão venceu 5, empatou 1 e perdeu 5. Mesmo assim, graças ao fraco desempenho de todas as demais equipes, conseguiu a classificação em 3º lugar para as quartas-de-final. Seja como for, aos trancos e barrancos, o time mal treinado de Bruno Lazaroni avançou de fase e agora briga pelo tetracampeonato paranaense. De positivo, a vitória sobre os rivais Paraná e Coritiba. Este eliminado da competição pelo Rio Branco, aquele adversário na próxima fase.

E como será?

Para alcançar a conquista inédita, o Furacão precisa melhorar – e muito – seu desempenho. Graças ao equilíbrio (nivelado por baixo) do certame estadual, o Rubro-Negro conseguiu pular de 9º para 3º com o gol solitário de Mingotti. Com isso, tem a vantagem de decidir a vaga para a semifinal em casa. Mas vai ter que jogar bem mais bola do que vem jogando para levantar a taça.



Últimas Notícias

Brasileiro

Saudades do ex? Por aqui, não.

Pela terceira rodada do Brasileirão, o Athletico foi até Porto Alegre para enfrentar o Grêmio de Tiago Nunes. Surpreendente na escalação, António Oliveira iniciou o…