10 jul 2021 - 19h26

Faltou força: em jogo aberto, Athletico e Red Bull Bragantino empatam na Arena

O Furacão iniciou a rodada na terceira colocação, com 19 pontos. O Massa Bruta somava 22 pontos e era o vice-líder.

Athletico vinha de derrota para o Santos, jogando na Vila Belmiro. Para retomar o caminho da vitória, o time se apoiava no fator casa:  a equipe principal mantinha invencibilidade na Baixada em 2021 – são 10 vitórias e três empates (três destes jogos válidos ainda pelo Brasileirão 2020).

O técnico António Oliveira não pôde contar com os titulares absolutos Santos e Abner (convocados para seleção olímpica); Lucas Halter era o único machucado; o rubro-negro não tinha atletas suspensos.

Bragantino era o único invicto até então e sustentava uma marca excelente até a partida de hoje: vice-líder da competição e com 100% de aproveitamento como visitante – eram cinco vitórias nos cinco jogos longe do Nabi Abi Chedid. 

Maurício Barbieri também não contou com importantes jogadores: Aderlan (dores na coxa), Claudinho (seleção olímpica), Léo Ortiz (seleção brasileira), Luan Cândido (lesão na coxa), Gabriel Novaes (lesão na coxa direita), Rafael Luiz (estiramento na coxa), Raul (estiramento na coxa) e Bruno Tubarão (recuperando-se de cirurgia no tornozelo).

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

Partida começou com o Bragantino marcando alto, apertando a saída de bola do Athletico.

Aos 4 minutos, Artur recebeu de Helinho, puxou para o meio e bateu colocado no canto direito de Bento. A bola passou perto e saiu, ao lado do gol.

O Athletico chegou pela primeira vez aos 7 minutos. Nikão cruzou para Vitinho que dominou e chutou colocado, mas Cleiton defendeu com tranquilidade.

Aos 10, Praxedes recebeu cruzamento de Helinho e bateu de primeira por sobre a meta.

Mais dois minutos e Helinho recebeu dentro da área e arriscou. De novo, a bola subiu demais.

16 minutos, Alerrandro cobrou perigosa falta rasteiro e Bento caiu bem para fazer sua primeira defesa no jogo.

Babi arriscou de fora da área, mas Cleiton fez segura defesa, aos 23 minutos.

O Massa Bruta abriu o marcador aos 27 minutos. Roubada de bola no meio e Alerrandro foi acionado na entrada da área. Ele dominou e meteu no ângulo esquerdo, sem chances para Bento.

Bragantino chegava bem ao campo do ataque, mas aos 37 minutos não conseguiu arrumar espaço para finalizar com perigo. Weverton arriscou, mas isolou.

NO ÚLTIMO LANCE DA PRIMEIRA ETAPA NIKÃO DEIXOU TUDO IGUAL! Terans fez boa jogada e tocou para Nikão que puxou para a direita e bateu cruzado. A bola beijou a trave direita de Cleiton e entrou.

O Athletico, que na maior parte do primeiro tempo foi dominado pela equipe paulista, aumentou seu volume de jogo, insistiu até o último minuto e empatou.

2º Tempo

Segunda etapa começou sem espaços para os dois lados. Sem a bola, equipes marcavam bem e não deram brecha para o rival.

Terans tentou chegar aos 13 minutos. Ele arriscou o chute e Cleiton defendeu com tranquilidade.

Quatro minutos após, Helinho limpou a jogada para o meio e soltou forte chute. A bola foi por cima do gol de Bento.

INCRÍVEL, PERDEU NIKÃO! Aos 18, Babi avançou pela esquerda e tocou para o meio. Terans fez o corta-luz e a bola sobrou limpa para Nikão que – sozinho, de frente para o gol – bateu para fora.

No lance seguinte, Richard arriscou chute de longe e a bola bateu na rede, pelo lado de fora.

EL REY! TÁ LÁ, TÁ LÁ, TÁ LÁ!!! Boa troca de passes até a bola chegar para Terans finalizar no contrapé de Cleiton. Virada do Furacão aos 24!

Aos 33, Leandrinho finalizou de dentro da área e Bento fez uma defesaça para evitar o empate.

Mas no lance seguinte, Ytalo recebeu dentro da área e com um toque tirou de Bento para empatar: 2 a 2.

Pedrinho até mandou a bola para as redes, mas o impedimento foi marcado, aos 43 minutos.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro – 10/07/2021 – 11ª Rodada

Athletico 2 X 2 Red Bull Bragantino

Local: Arena da Baixada.

Horário: 17h30.

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS).

Cartões amarelos: – (CAP); Weverton, Artur, Jadsom (RBB).

Cartões vermelhos: – .

Gols: Alerrandro (27’ 1T), Nikão (47’ 1T), Terans (24’ 2T), Ytalo (33’ 2T).

Athletico: Bento; Marcinho, Zé Ivaldo, Thiago Heleno e Nicolas; Richard, Christian (Cittadini) e Terans (Carlos Eduardo); Nikão, Vitinho e Babi (Kayzer). TC: António Oliveira.

Red Bull Bragantino: Cleiton; Weverton (Guilherme), Fabrício Bruno, Natan e Weverson; Praxedes (Leandrinho), Lucas Evangelista e Eric Ramires (Jadsom); Artur (Pedrinho), Alerrandro (Ytalo) e Helinho. TC: Maurício Barbieri.

Próximos confrontos

A próxima partida acontece no dia 13/07, às 21h30, pelas oitavas de final da Sul-Americana. O Furacão viaja até a Colômbia onde encara o América de Cali (jogo de ida). A volta está marcada para o dia 20/07.

Pelo Brasileirão, o Rubro-Negro volta a campo no dia 17/07, sábado, às 17h00, contra o Ceará, na Baixada.

Também pelo jogo de ida, mas válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Athletico recebe o xará de Goiânia no dia 28/07, quarta-feira, às 16h00.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…