13 jul 2021 - 23h37

Rock You Like a Hurricane! No Dia Mundial do Rock, Athletico vence o América na Colômbia!

“Here I am, Rock you Like a Hurricane”….

Com o clássico do Scorpions, comemoramos o Dia Mundial do Rock com vitória do Furacão na Colômbia!

Athletico despacha o América de Cali por 1×0 e leva vantagem para o segundo jogo em Curitiba.

Com uma formação diferente das utilizadas até então, o time de António Oliveira iniciou a partida no 5-3-2, com Bento substituindo Santos, e Nicolas substituindo Abner na ala esquerda. Substituições necessárias em função de Santos e Abner estarem servindo a seleção olímpica. Outras duas alterações por opção técnica do Português: Khellven no lugar de Marcinho, e Terans jogando de Falso Nove, substituindo Matheus Babi. Sim, o Athletico iniciou sem centroavante.

O América de Cali se ressentiu do longo período de quase 60 dias sem jogos, da ausência do rápido atacante Lucumí, e impossibilitado de levar a campo seus OITO novos reforços, devido ao encerramento da janela de inscrição da Copa Sul-Americana. Mesmo assim, o bom armador Moreno e o experiente atacante Adrián Ramos traziam perigo à defesa atleticana.

O jogo começou em ritmo de estudo e somente aos 20´ minutos o Furacão teve sua primeira chance. Nicolas cruzando da esquerda, Nikão da direita e no rebote Richard chuta por cima do gol. O CAP se ressentia da falta de um jogador de área.

Aos 29´, grande chance do América, com Bento fazendo uma defesa sensacional, garantindo o 0x0 no primeiro tempo, que aliás, teve baixo nível técnico e poucos lances de perigo.

E assim acabou o primeiro tempo.

Substituição na sequência para a segunda etapa: sai Khellven apagado, entra Marcinho na lateral direita.

Iniciado o segundo tempo, o Athletico aos 5´ engata um belíssimo contra-ataque. Thiago Heleno lança Vitinho em profundidade, que corta de forma sensacional seus marcadores, e executa um golaço.

O VAR anula! Toque no braço de David Terans no início da jogada. Triste, porém justo.

Aos 18´, Oliveira saca o uruguaio para entrada de referência de área, entra Matheus Babi. Difícil de entender a opção técnica do treinador. Terans é substituído novamente, mesmo sendo agudo e decisivo em muitos momentos da partida.

Aos 23´, em cruzamento para a área, Nikão cabeceia para o gol. O volante Ureña do América estica o braço e desvia a bola. Nova revisão do VAR, agora, pênalti assinalado!

Aos 27´, Nikão bate forte no meio do gol e vence o arqueiro Graterol. Athletico 1×0!

Placar até então merecido visto que o Athletico vinha sendo bem superior e com mais volume de jogo. Situação que permaneceu mesmo após o CAP ter aberto o placar: manutenção da posse de bola e insistindo no jogo ofensivo.

Tanto que aos 35´, quase sai o segundo! Vitinho solta uma bomba no canto esquerdo do ótimo goleiro Graterol, que se estica para fazer uma defesaça.

Aos 39´, Oliveira saca Vitinho cansado, e coloca Carlos Eduardo para fazer a mesma função no ataque.

40 minutos: o experiente Adrián Ramos salta nas costas de Zé Ivaldo e quase empata a partida. Lance perigosíssimo.

Erick entra para garantir o resultado e dar aquela esfriada no jogo aos 46´.

E ficou nisso. Um a zero. Vitória merecida.

Athletico quebra um tabu na Colômbia e vence o América de Cali pela primeira vez fora de casa.

Próximo confronto: dia 20/07 às 21h30 na Arena da Baixada.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…

Brasileiro

Empate com gosto amargo

Na última partida do domingo (18), Athletico e Cuiabá se enfrentaram pela 27ª rodada do Brasileirão no Joaquim Américo diante de pouco mais de 17…