13 jul 2021 - 23h37

Rock You Like a Hurricane! No Dia Mundial do Rock, Athletico vence o América na Colômbia!

“Here I am, Rock you Like a Hurricane”….

Com o clássico do Scorpions, comemoramos o Dia Mundial do Rock com vitória do Furacão na Colômbia!

Athletico despacha o América de Cali por 1×0 e leva vantagem para o segundo jogo em Curitiba.

Com uma formação diferente das utilizadas até então, o time de António Oliveira iniciou a partida no 5-3-2, com Bento substituindo Santos, e Nicolas substituindo Abner na ala esquerda. Substituições necessárias em função de Santos e Abner estarem servindo a seleção olímpica. Outras duas alterações por opção técnica do Português: Khellven no lugar de Marcinho, e Terans jogando de Falso Nove, substituindo Matheus Babi. Sim, o Athletico iniciou sem centroavante.

O América de Cali se ressentiu do longo período de quase 60 dias sem jogos, da ausência do rápido atacante Lucumí, e impossibilitado de levar a campo seus OITO novos reforços, devido ao encerramento da janela de inscrição da Copa Sul-Americana. Mesmo assim, o bom armador Moreno e o experiente atacante Adrián Ramos traziam perigo à defesa atleticana.

O jogo começou em ritmo de estudo e somente aos 20´ minutos o Furacão teve sua primeira chance. Nicolas cruzando da esquerda, Nikão da direita e no rebote Richard chuta por cima do gol. O CAP se ressentia da falta de um jogador de área.

Aos 29´, grande chance do América, com Bento fazendo uma defesa sensacional, garantindo o 0x0 no primeiro tempo, que aliás, teve baixo nível técnico e poucos lances de perigo.

E assim acabou o primeiro tempo.

Substituição na sequência para a segunda etapa: sai Khellven apagado, entra Marcinho na lateral direita.

Iniciado o segundo tempo, o Athletico aos 5´ engata um belíssimo contra-ataque. Thiago Heleno lança Vitinho em profundidade, que corta de forma sensacional seus marcadores, e executa um golaço.

O VAR anula! Toque no braço de David Terans no início da jogada. Triste, porém justo.

Aos 18´, Oliveira saca o uruguaio para entrada de referência de área, entra Matheus Babi. Difícil de entender a opção técnica do treinador. Terans é substituído novamente, mesmo sendo agudo e decisivo em muitos momentos da partida.

Aos 23´, em cruzamento para a área, Nikão cabeceia para o gol. O volante Ureña do América estica o braço e desvia a bola. Nova revisão do VAR, agora, pênalti assinalado!

Aos 27´, Nikão bate forte no meio do gol e vence o arqueiro Graterol. Athletico 1×0!

Placar até então merecido visto que o Athletico vinha sendo bem superior e com mais volume de jogo. Situação que permaneceu mesmo após o CAP ter aberto o placar: manutenção da posse de bola e insistindo no jogo ofensivo.

Tanto que aos 35´, quase sai o segundo! Vitinho solta uma bomba no canto esquerdo do ótimo goleiro Graterol, que se estica para fazer uma defesaça.

Aos 39´, Oliveira saca Vitinho cansado, e coloca Carlos Eduardo para fazer a mesma função no ataque.

40 minutos: o experiente Adrián Ramos salta nas costas de Zé Ivaldo e quase empata a partida. Lance perigosíssimo.

Erick entra para garantir o resultado e dar aquela esfriada no jogo aos 46´.

E ficou nisso. Um a zero. Vitória merecida.

Athletico quebra um tabu na Colômbia e vence o América de Cali pela primeira vez fora de casa.

Próximo confronto: dia 20/07 às 21h30 na Arena da Baixada.



Últimas Notícias

Notícias

Jogador de meio tempo ?

Contratado no mês de maio Mais precisamente no dia 22/05. O meia David Terans foi anunciado como o novo reforço do Athletico. O jogador pertencia ao…

Notícias|Opinião

Arquibancada

Quem me conhece há mais tempo já me ouviu dizer que “a arquibancada é que é o meu lugar”. Para além do sentido literal, do…